Você está visualizando atualmente Aleam aprova projeto do Dr. George Lins para prevenção da ambliopia nas escolas públicas

Aleam aprova projeto do Dr. George Lins para prevenção da ambliopia nas escolas públicas

Aleam aprova projeto do Dr. George Lins para prevenção da ambliopia nas escolas públicas

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovou, nesta terça-feira (12), o projeto de lei proposto pelo deputado Dr. George Lins (União Brasil), que estabelece a implementação de uma campanha de prevenção da ambliopia e a realização do teste de acuidade visual nas escolas de ensino fundamental públicas do estado.

A ambliopia, conhecida como “olho preguiçoso”, é uma condição que afeta a visão, especialmente em crianças. O projeto visa realizar testes de acuidade visual, motilidade ocular e fundoscopia para detectar precocemente esta condição. Estes testes serão conduzidos por médicos oftalmologistas em parceria com as Secretarias Estaduais de Saúde e Educação.

“Fico muito feliz que os colegas deputados tenham aprovado este projeto de lei, que busca garantir que crianças em idade escolar tenham acesso a testes oftalmológicos, contribuindo para a identificação precoce de problemas visuais que possam interferir no aprendizado e no desenvolvimento educacional”, destacou o parlamentar.

O projeto estabelece que os resultados dos testes realizados nas escolas serão comunicados aos pais ou responsáveis, que serão orientados a buscar atendimento oftalmológico para a criança, caso necessário. As escolas deverão repassar os resultados à Secretaria de Estado de Saúde.

O Deputado Dr. George Lins justificou a iniciativa, enfatizando a importância da prevenção e detecção precoce da ambliopia, ressaltando que após os sete anos de idade, as chances de recuperação visual são reduzidas.

“A detecção precoce da ambliopia é crucial para o sucesso do tratamento, que em alguns casos pode ser corrigido apenas com o uso de óculos, enquanto em outros pode exigir tratamentos específicos para estimular o uso do olho afetado. Sem tratamento, a ambliopia geralmente persiste até a idade adulta”, finalizou Dr. George.

Deixe um comentário