Você está visualizando atualmente Amazonas e Índia estudam parcerias estratégicas e expansão de investimentos na ZFM

Amazonas e Índia estudam parcerias estratégicas e expansão de investimentos na ZFM

Amazonas e Índia estudam parcerias estratégicas e expansão de investimentos na ZFM

O fortalecimento das relações do Amazonas com a Índia e a atração de novos investimentos para a Zona Franca de Manaus (ZFM) foram pautas de uma reunião entre o Governo do Estado e representantes do país asiático. Nesta quinta-feira (4), o vice-governador Tadeu de Souza recebeu, em seu gabinete, a comitiva da cônsul-geral da Índia em São Paulo, Manisha Swami, para dar início às tratativas.

No encontro, o vice-governador reforçou o compromisso da gestão Wilson Lima com a manutenção de um ambiente de negócios que ajuda a manter mais de 500 empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), aliando geração de empregos com a preservação da floresta. Atualmente, duas empresas indianas – Royal Enfield e Bajaj – estão em atividade no polo de duas rodas do parque fabril amazonense.

“A cônsul da Índia está visitando o Amazonas para fazer essa prospecção de outras áreas de desenvolvimento econômico e de atuação, afinal de contas, temos perfis muito parecidos. Temos uma grande população, um grande centro consumidor e a tecnologia e industrialização muito desenvolvidas. A gente fortalece essas relações bilaterais e a capacidade de atrair investimento do capital indiano aqui na Amazônia”, disse Tadeu de Souza.

Pela primeira vez em missão oficial no Amazonas desde que assumiu o posto, a cônsul-geral afirmou que a Índia planeja estabelecer novas parcerias com o estado em outras áreas estratégicas, incluindo o setor primário. De acordo com a diplomata, o objetivo é intensificar a presença de indústrias indianas no PIM a partir do investimento no potencial de mercados como o de eletroeletrônicos.

“Já temos boas parcerias, especialmente no setor de duas rodas, que está crescendo muito, tanto na Índia como no Brasil. Estamos aqui para explorar mais oportunidades. Como sabemos, o setor de eletroeletrônicos é muito forte no Amazonas, o que também está acontecendo na Índia. Também discutimos sobre produtos agrícolas, em geral. Então, vejo muitas oportunidades em todas essas áreas”, afirmou Manisha.

Números

As empresas instaladas no PIM contam com incentivos fiscais da ZFM, modelo econômico mais exitoso do estado, constitucionalmente assegurados até o ano de 2073. Em paralelo, o Governo do Amazonas também concede isenção estadual do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que inicia em 55% e pode chegar a 100% do imposto.

A fabricação de motocicletas na ZFM registrou faturamento de R$ 30,81 bilhões em 2023, o equivalente a 17,76% de participação no resultado global do PIM. Junto com o polo de concentrados para refrigerantes, o polo de duas rodas responde pelas maiores exportações do Amazonas e tem como principais destinos países como Argentina, Alemanha, China e Estados Unidos.

Deixe um comentário