Amazonas tem maior número de aeroportos para receber investimentos privados

Amazonas tem maior número de aeroportos para receber investimentos privados

Amazonas tem maior número de aeroportos para receber investimentos privados

Nesta terça-feira (23) foi publicada no Diário Oficial da União, a relação de oitos aeroportos do Amazonas que estão incluídos no Plano de Parcerias de Investimentos (PPI) para receber investimentos privados. O PPI integra o Programa Nacional de Desestatização (PND).

Anúncios

Os terminais são os seguintes:

Aeroporto de Parintins, localizado no Município de Parintins;

Aeroporto de Carauari, localizado no Município de Carauari;

Aeroporto de Coari, localizado no Município de Coari;

Aeroporto de Eirunepé, localizado no Município de Eirunepé;

Aeroporto de São Gabriel da Cachoeira, localizado no Município de São Gabriel da Cachoeira;

Aeroporto de Barcelos, localizado no Município de Barcelos;

Aeroporto de Lábrea, localizado no Município de Lábrea; e

Aeroporto de Maués, localizado no Município de Maués.

O Amazonas é o estado com maior número de aeroportos incluídos na lista.

Também foi incluído no PPI um aeroporto no Amapá, dois no Rio de Janeiro, dois em São Paulo, três em Minas Gerais, três no Mato Grosso do Sul, e cinco no Pará. Caberá ao Ministério da Infraestrutura fazer os estudos de modelagem. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ficará responsável pelos atos executivos necessários à desestatização.

“Dependendo de decisão futura baseada nos referidos estudos, as concessões poderão ser feitas separadamente ou em blocos”, informou, por meio de nota, a Secretaria Geral da Presidência da República. Acrescenta que essas medidas visam a “ampliação e modernização da infraestrutura mediante parcerias com a iniciativa privada”, de forma a dar maior competitividade ao país.

Outros terminais

A lista inclui, ainda, os aeroportos Val-de-Cans (Belém), Maestro Wilson Fonseca (Santarém), João Correa da Rocha (Marabá), Carajás (Parauapebas), Altamira (em Altamira), no Pará; os de Corumbá, Ponta Porã, e de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul; e o Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre, em Macapá (AP).

Fonte: Agência Brasil

Deixe um comentário