Você está visualizando atualmente Aprovado Projeto do Capitão Alberto Neto que cria programa de saúde dirigido às mulheres alcoolistas

Aprovado Projeto do Capitão Alberto Neto que cria programa de saúde dirigido às mulheres alcoolistas

Aprovado Projeto do Capitão Alberto Neto que cria programa de saúde dirigido às mulheres alcoolistas

A Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei n. 2880/23, de autoria do deputado federal Capitão Alberto Neto, que visa a criação de um programa de saúde dirigido às mulheres alcoolistas.

“O Projeto aprovado vai defender as mulheres que estão sofrendo de um mal muito grave que é o alcoolismo. Por isso estou honrado, com o coração emocionado e cheio de alegria por estar contribuindo na defesa das mulheres do nosso país”, disse.

O PL prevê um programa específico de assistência multiprofissional e interdisciplinar às mulheres usuárias e dependentes de álcool, considerando que, nas últimas décadas, o consumo de álcool entre as mulheres tem aumentado significativamente.

“Eu tenho uma máxima que percebi na segurança pública, que quem cuida da mulher, cuida da família. Se nós estamos cuidando da família, nós estamos cuidando da sociedade, e teremos uma sociedade mais saudável”, ressaltou Capitão Alberto Neto.

O deputado agradeceu a relatora, deputada Cris Tonieto, por seu entendimento e sensibilidade com o projeto e esclareceu que este é um problema muito grave, silencioso, que tem destruído famílias e principalmente as mulheres.

“Nós precisamos de um programa diferenciado para tratar essas mulheres. Acredito que juntos vamos construir uma sociedade melhor, mas o primeiro passo para isso é proteger e cuidar das mulheres do nosso Brasil”, afirmou.

Projeto de Lei n. 2880/23

O PL aborda uma questão de extrema relevância e urgência no país, considerando o aumento preocupante do consumo de álcool entre mulheres e os impactos sociais, econômicos e de saúde associados a essa problemática.

O texto destaca que, independentemente das causas, é evidente que o problema do alcoolismo feminino demanda atenção e soluções adequadas. Por este motivo um programa de tratamento específico para mulheres dependentes de álcool é necessário, visto que as características biológicas, emocionais e sociais das mulheres podem diferir significativamente das dos homens quando se trata do uso de álcool e das consequências associadas.

De acordo com o Projeto, as mulheres tendem a apresentar maiores riscos de desenvolver problemas de saúde relacionados ao álcool, como doenças hepáticas, câncer, doenças cardiovasculares e danos neurológicos, mesmo consumindo quantidades menores em comparação aos homens.

Além disso, as mulheres também enfrentam estigmas e barreiras específicas ao buscar tratamento, como o medo de julgamento social, a falta de serviços especializados e a sobrecarga de responsabilidades familiares.

“Ao criar um programa de tratamento dedicado às mulheres dependentes de álcool, estaremos oferecendo um ambiente seguro, acolhedor e sensível às suas necessidades específicas. Investir em um programa de tratamento adequado não apenas melhorará a qualidade de vida das mulheres afetadas, mas também contribuirá para o desenvolvimento social e econômico do país”, definiu Capitão Alberto Neto.

Deixe um comentário