You are currently viewing Arthur convoca bolsonaristas do Amazonas a se unirem em defesa da ZFM

Arthur convoca bolsonaristas do Amazonas a se unirem em defesa da ZFM

Arthur convoca bolsonaristas do Amazonas a se unirem em defesa da ZFM

Depois do grupo Heineken anunciar que irá encerrar suas atividades no Amazonas, justamente no momento em que o decreto presidencial de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) interfere diretamente na permanência das empresas no Polo Industrial de Manaus (PIM), o presidente do PSDB-AM, ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, convoca os bolsonaristas do Estado a se unirem na defesa da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Anúncios

“Eu faço um apelo aos bolsonaristas do Amazonas no sentido de que peçam ao presidente para que reveja sua posição. É hora de mostrarem o seu valor e seu peso. Não podemos ficar agora nos dividindo em pró e contra Bolsonaro. Temos que mostrar em conjunto, que estão levando o Amazonas para a miséria, para a fome, para a destruição de patrimônios, para uma situação extremamente grave e que tem tocado muito fundo no meu coração e no coração de todos nós”, disse Virgílio no vídeo publicado em suas redes sociais, no último dia (4).

No início desta semana, Arthur já havia ingressado com duas ações na Justiça Federal do Amazonas e no Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a anulação do Decreto 10.979, assinado pelo presidente Jair Messias Bolsonaro. As medidas foram feitas em conjunto com o vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida Filho (PSDB), e a Associação Comercial do Amazonas (ACA), pedindo a suspensão dos efeitos do decreto até que seja julgado o mérito da matéria.

“Se o presidente Bolsonaro diz que recebe fulano e recebe beltrano, eu aceito conversar com ele com respeito e com dignidade”, se dispôs Arthur Neto, ainda no vídeo publicado em suas redes.

Deixe um comentário