Arthur reafirma participação em debate do O Globo e Valor Econômico e diz que partido deve manter a unidade

Arthur reafirma participação em debate do O Globo e Valor Econômico e diz que partido deve manter a unidade

Arthur reafirma participação em debate do O Globo e Valor Econômico e diz que partido deve manter a unidade

O presidente do PSDB no Amazonas e candidato às prévias presidenciais do partido, Arthur Virgílio Neto, confirmou sua participação no debate promovido pelos jornais O Globo e Valor Econômico, marcado para a próxima terça-feira (19), mesmo após a desistência do também candidato às previas e governador de São Paulo, João Doria. Arthur publicou um vídeo em suas redes sociais, na noite desta sexta-feira (15), convidando os internautas a acompanharem o evento, que terá transmissão nas páginas oficiais de ambos os veículos pelo Facebook e pelo YouTube.

Anúncios

Para Virgílio, que foi ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do governo de Fernando Henrique Cardoso, deputado, senador e ex-prefeito de Manaus, é preciso manter a unidade do PSDB, convergindo em um projeto único de Brasil.

“Vou debater! Se me chamam para um debate, eu quero deixar bem claro que não vou lá para ficar falando: “ilustríssimo”, “excelentíssimo”. Eu vou debater e farei tudo no limite que não quebre a unidade do partido, porque nós dependemos do fortalecimento dos três candidatos e de que o eleito, por nós, o escolhido, seja prestigiado pelos outros dois. Isso sem cara feia, sem resmungo e sem nada”, alertou Arthur na publicação.

Para ele, a troca de ideias é o caminho para o fortalecimento do PSDB, da democracia e do Brasil. “Tomara que as regras nos permitam que haja flexibilidade, disposição de nós, democraticamente, eventualmente, contrariarmos uns aos outros, porque se não vai parecer um arranjo e eu quero luta”, estimou o político e diplomata de carreira.

Por fim, Arthur Virgílio declarou que se sente vencedor no processo de escolha interna do partido, por levar a importância da Amazônia ao país e gerar um sentimento único de pertencimento nos brasileiros sobre o bioma de maior diversidade do mundo, sobre a necessidade de se discutir o Brasil e suas diversidades.

 

Deixe um comentário