Arthur Virgílio dispara ‘Quem autorizou, construiu e encerrou foi eu’, sobre hospital de campanha

Arthur Virgílio dispara ‘Quem autorizou, construiu e encerrou foi eu’, sobre hospital de campanha

Arthur Virgílio dispara ‘Quem autorizou, construiu e encerrou foi eu’, sobre hospital de campanha

Sem citar a parceria com o Grupo Samel, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), afirmou ontem, (24), que o Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes, desativado em junho, foi idealização sua. “Quem autorizou foi eu, quem construiu foi eu, quem disse quando ia acabar foi eu”, afirmou. “Tentaram se apossar do que era uma parte pequena diante do esforço de grandiosidade que a prefeitura fez durante a pandemia de Covid-19”, prosseguiu.

Anúncios

“O hospital de campanha funcionou, então eu disse: vamos encerrar. Nosso dever é a assistência básica e não hospital”, completou Artur Virgílio. O hospital foi instalado no dia 13 de abril nas dependências do Centro Integrado Municipal de Educação Lagoa Azul, na zona norte de Manaus, para tratar pacientes com Covid-19.

Fonte: Amazonas Atual

Deixe um comentário