Aulas devem retornar após testagem em massa nos alunos, aponta médico

Aulas devem retornar após testagem em massa nos alunos, aponta médico

Aulas devem retornar após testagem em massa nos alunos, aponta médico

Retorno de aulas presenciais nas escolas públicas e particulares do Amazonas deveriam ocorrer após a implantação de testagem em massa do coronavírus para avaliar possíveis infectados e medidas de prevenção.

Anúncios

É o que defende o médico Marcus Vinitius Guerra, doutor em infectologia e diretor-presidente da FMT (Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado). Ele avalia que a faixa etária dos estudantes foi a menos atingida até o momento, o que não livra as crianças e adolescentes do risco de contágio.

“A cautela e o monitoramento escolar é fundamental nesse momento, pois a faixa etária dos escolares é exatamente a que menos foi infectada o que, se por um lado mostra que a quarentena funcionou nesse grupo, por outro os deixa como suscetíveis, significando que as medidas de evitar o contágio devem ser aplicadas rigorosamente”, diz o médico.

Propostas de retorno

Em audiência com o Ministério Público do Amazonas (MPAM), O Conselho Estadual de Educação (CEE/AM) expediu resolução com normas orientadoras para o retorno das atividades presenciais, que ainda estão em discussão entre os órgãos e entidades de professores. A resolução foi assinada pelo secretário interino Luís Fabian.

Entre as normas propostas, a Secretaria estabelece o retorno das atividades de forma híbrida (presencial e não presencial) e define que as escolas são responsáveis por fornecer ferramentas e materiais aos estudantes, podendo a instituição computar a carga horária das atividades feitas durante o isolamento, além de formular, cada uma, um plano de ação escolar para a continuidade das atividades.

Fonte: Amazonas Atual

Deixe um comentário