Bolsonaro destaca Operação Sangria e afirma que operações vão continuar

Bolsonaro destaca Operação Sangria e afirma que operações vão continuar

Bolsonaro destaca Operação Sangria e afirma que operações vão continuar

Nesta quarta-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para destacar as ações anticorrupção feitas pela Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Ministério Público Federal, entre elas a Operação Sangria, que apura supostas irregularidades na compra de respiradores para o tratamento do Covid-19 no Amazonas.

Anúncios

“Com ações de meio e curto prazo a serem implementadas de 2020 a 2025, foi lançado o plano anticorrupção. O documento traz medidas para aprimorar os mecanismos de prevenção, detecção e responsabilização de crimes de corrupção”, afirmou Bolsonaro.

No último dia 30 de novembro a Polícia Federal cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em Manaus, na terceira fase da Operação Sangria. As ações, também foram realizadas pelo Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União, apuram o desvio de recursos públicos que deveriam ser usados no enfrentamento à Covid-19 no estado.

Com base em provas apreendidas nas fases anteriores, a investigação identificou que funcionários do alto escalão do Secretaria de Saúde do Amazonas direcionaram uma empresa para aquisição de respiradores.

A compra de 28 respiradores por quase R$ 3 milhões é alvo da investigação. Na primeira fase da operação Sangria, o governador Wilson Lima foi alvo de busca e apreensão, e oito pessoas foram presas, incluindo a secretária de Saúde da época, Simone Papaiz. Na segunda fase, foram quatro presos e o vice-governador Carlos Almeida foi alvo de busca e apreensão.

Até esta quarta-feira (9), mais de 4.972 mil pessoas morreram com a Covid-19 no estado.

Deixe um comentário