Braga pede pela não demissão de funcionários da Eletrobras Amazonas

Braga pede pela não demissão de funcionários da Eletrobras Amazonas

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) reivindicou, nesta terça-feira (13), providências do Ministério de Minas e Energia para evitar que funcionários da Eletrobras Amazonas e a população do estado sejam prejudicados com a privatização da concessionária, prevista para ser realizada ainda este ano.

Uma solução seria a União zerar as dívidas da empresa. Em troca, incluiria como condição aos futuros compradores um item que os obrigaria a manter os trabalhadores da Eletrobras Amazonas por, no mínimo, dois anos ou o pagamento de indenizações em caso de demissão.

“Fica mais barato mantê-los nos postos do que demiti-los”, disse Eduardo Braga ao ministro Fernando Coelho Filho, diante de demais integrantes da bancada do estado no Congresso Nacional. Segundo ele, vários funcionários que atuam no interior estão prestes a se aposentar. “Não é justo mandar este contingente embora justamente agora”, ponderou.

A anulação da dívida poderia assegurar também o barateamento da tarifa de energia elétrica. “Um dos pontos seria zerar essa dívida porque, a partir daí, a concessão da União seria um colchão de amortecimento para a conta de luz”, reforçou Eduardo Braga.

Fernando Coelho se comprometeu a realizar um levantamento para avaliar o impacto das sugestões do parlamentar amazonense.  “A empresa terá que passar por uma readequação. Não sei o quanto vai custar, mas é preciso saber dos números com precisão”, disse o ministro ao fim da audiência.

Deixe um comentário