Candidatos já se movimentam pela presidência da OAB

Candidatos já se movimentam pela presidência da OAB

Candidatos já se movimentam pela presidência da OAB

As eleições para escolher o novo comando da Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM) só ocorrerão na segunda quinzena de novembro. Mas mesmo assim a articulação política para a sucessão já começou a esquentar. A movimentação nos bastidores já mostra o esboço do quatro eleitoral que se formará para a disputa.

Anúncios

Alguns pré-candidatos já estão se articulando e costurando alianças para se viabilizar para disputa. Neste quadro de pré-campanha, quatro nomes são os que se movimentam com mais vigor e devem ser candidatos à presidente. A atual presidente Grace Benayon, Jean Cleuter, Aniello Aufiero e Charles Garcia.

A advogada Grace Benayon é a candidata da situação. Vice-presidente de Marco Aurélio Choy, eleito em 2018, ela assumiu a presidência quando o titular aceitou o convite do prefeito David Almeida e assumiu a Procuradoria Geral do Município.

Grace Benayon é nome certo para disputa a reeleição, sendo as candidata a ser batida. Vai concorrer com a legenda de ser a primeira mulher a ocupar a presidência da OAB-AM. E terá ainda a seu favor o fato de estar na presidência desde que Marco Aurélio Choy se licenciou para assumir a PGM.

A previsão de boa parte dos advogados que formam o colégio eleitoral da OAB é que, a exemplo dos anos anteriores, a disputa volte a ser acirrada. Principalmente se o advogado Jean Cleuter confirmar sua candidatura pela terceira vez. Em 2015, ele perdeu para Choy por 103 votos (1.137 a 1.034). Em 2018, perdeu por 169 votos (2.290 a 2.121).

Mas, podem surgir novidades na disputa pela OAB. O advogado e professor Aniello Aufiero, famoso pelos cursos preparatórios para a prova da própria OAB-AM e para concursos públicos na área de humanas, ensaia sua candidatura.

Por sua vez, o advogado Charles Garcia, destaque e um dos mais votados na formação da lista sêxtupla, entre os 33 advogados que disputaram a vaga de desembargador do TJ do Estado pelo quinto constitucional do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) em 2018, pode surpreender na disputa.

Segundo o Regimento Interno da Ordem dos Advogados, no Amazonas, somente em setembro será deflagrado oficialmente o processo eleitoral e o registro das chapas participantes. Entre os mais de 16 mil advogados no Amazonas, pelo menos 8 mil estão aptos a votar.

Por enquanto o processo de votação deve seguir o modelo presencial, apesar de oito estados terem definido suas eleições de maneira online. A OAB Amazonas não mostrou interesse pelo modelo remoto, o que poderia deixar o pleito mais seguro por conta da pandemia e muito mais barato.

Deixe um comentário