Você está visualizando atualmente Com apoio da Prefeitura de Manaus, Jungle Matisuri segue até este domingo

Com apoio da Prefeitura de Manaus, Jungle Matisuri segue até este domingo

Com apoio da Prefeitura de Manaus, Jungle Matisuri segue até este domingo

Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), está apoiando a realização do maior Festival de Cultura Japonesa do Norte do Brasil, o Jungle Matisuri, que iniciou nesta sexta-feira (11), e segue até o domingo (13), no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, localizado na avenida Constantino Nery, zona Centro-Oeste.

O Jungle Matsuri integra as comemorações do 94º aniversário da imigração japonesa para a Amazônia, e este ano, aguarda um público circulante de mais de 30 mil pessoas em três dias de evento. O festival é organizado pela Associação Nipo-Brasileira da Amazônia Ocidental (Nippaku) e tem o apoio do Consulado-Geral do Japão e da Fundação Japão.

A imigração japonesa no Amazonas tem uma história de mais de 90 anos, onde a comunidade nikkei, que são os descendentes de japoneses, está se tornando cada vez mais presente e significativa na cidade de Manaus, com a atuação destes descendentes em vários segmentos, que vão da cultura à indústria, como explica o diretor-presidente da Manauscult, Osvaldo Cardoso.

“Não tem como nós falarmos do desenvolvimento industrial de Manaus e do Amazonas, sem essa parceria com a comunidade japonesa. Isso aqui é um festival onde o Japão vem para dentro de Manaus, durante três dias. E com toda a certeza, essa parceria será sempre longínqua com a gestão do prefeito David Almeida, sempre parceiros por quem faz cultura e quem trabalha no desenvolvimento da nossa cidade”, ressaltou Osvaldo Cardoso.

Da agricultura a grandes indústrias, os japoneses têm ajudado bastante a economia do Amazonas. Atualmente, cerca de 40 companhias atuam no Polo Industrial de Manaus (PIM). Os dados do Sistema de Acompanhamento, Gestão e Análise Tecnológica, da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), apontam que as empresas japonesas também são as mais ativas no Estado, e seguem apoiando o desenvolvimento econômico e tecnológico da região há mais de 40 anos.

Para o cônsul-geral do Japão em Manaus, Masahiro Ogino, o festival é uma oportunidade para fortalecer os laços entre o Japão e o Amazonas. Além de incentivar o intercâmbio turístico e o aprofundamento nas relações, principalmente nas áreas do comércio bilateral, combate às mudanças do clima, educação e integração entre as comunidades. A partir do dia 30 de setembro deste ano, turistas brasileiros e japoneses poderão transitar entre ambos os países sem a necessidade de obtenção de visto.

“O Estado do Amazonas possui a maior comunidade da região da Amazônia Ocidental com, aproximadamente, 30 mil pessoas. E aqui temos uma história de 94 anos. Nossa comunidade tomou a iniciativa de celebrar este festival, o Jungle Matsuri, para mostrar a importância da cultura japonesa. Através desse evento, vamos mostrar nossa cultura que é moderna, mas também tradicional. É uma ótima oportunidade para as pessoas que passarem por aqui, conhecerem um pouco mais do Japão”, disse.

Os horários de visitação no sábado, 12, e domingo, 13, serão estendidos das 10h às 22h. A programação inclui apresentações de taikô, danças típicas, desfile e concurso cosplay. Além disso, haverá exposições culturais, workshops de Mangá, origami, kirigami e Pixel Art, bem como atividades para crianças. Uma grande praça de alimentação oferecerá culinária japonesa e produtos diversos com preços acessíveis. A programação completa e informações adicionais podem ser encontradas no site oficial do festival: https://junglematsuri.com.br/.

Deixe um comentário