Com risco de 3ª onda da Covid, Justiça do AM exige testagem em massa da população

Com risco de 3ª onda da Covid, Justiça do AM exige testagem em massa da população

Com risco de 3ª onda da Covid, Justiça do AM exige testagem em massa da população

Com o risco de uma 3ª onda da Covid, a Justiça do Amazonas determinou, ontem (7), que o governo estadual e a Prefeitura de Manaus entrem em acordo para realizar testagem em massa da população.

Anúncios

A juíza Etelvina Lobo Braga determinou que representantes do governo e da prefeitura sejam intimados a participar de uma audiência com pesquisadores e especialistas no assunto, no dia 22 de abril, para traçar estratégias.

Nesta semana, o governador Wilson Lima afirmou que o estado está se preparando o “pior cenário possível” e que é inegável que haverá um novo surto da doença.

O secretário de estado de Saúde, Marcellus Campêlo, foi ainda mais específico. Para ele, com base na dinâmica da Covid na Europa, é possível que a terceira onda comece no Amazonas em 60 dias.

Na decisão, a Justiça acatou parcialmente o pedido da Defensoria Pública para que as autoridades locais definam detalhes da testagem em massa da população.

“Isso com base nos alertas dos pesquisadores e dos técnicos que estão acompanhando a pandemia. Inclusive do próprio governador do estado, que vem alertando a população de que isso possa ocorrer”, disse.

Para o pesquisador Pedro Hall, testar a população é um recurso importante para determinar políticas públicas voltadas ao combate à Covid.

Nesta terça, o diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Cristiano Fernandes, destacou que o governo tem feito testagem na rede pública e que pode adotar outras estratégias caso necessário.

“Nós temos testado, semanalmente, cerca de 25 mil pessoas em todo o estado. Novas tecnologias, novas estratégias, obviamente serão adotadas, de acordo com o perfil epidemiológico que nós temos enfrentado, temos percebido no estado”, disse.

Segundo dados da FVS, em janeiro deste ano, o Amazonas realizava uma média de 1.500 testes RT-PCR por dia. Em 26 de fevereiro, foram realizados 1.162 testes RT-PCR. Nos últimos dias de março, foram cerca de 100 a 400 testes diários.

Deixe um comentário