Você está visualizando atualmente Comitê anula resolução que reduzia imposto de importação de bikes

Comitê anula resolução que reduzia imposto de importação de bikes

Comitê anula resolução que reduzia imposto de importação de bikes

O senador Eduardo Braga (MDB) anunciou nesta quarta-feira (17), por meio das suas redes sociais, que o Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), vinculado ao Ministério da Economia, revogou a resolução que reduzia o imposto de importação de bicicletas. A medida colocava em risco a atividade de mais de 380 empresas no país, inclusive na Zona Franca de Manaus (ZFM), e o emprego de aproximadamente 20 mil trabalhadores.

A decisão do colegiado ocorre após intensa mobilização dos parlamentares do Amazonas no Congresso Nacional, que incluiu a apresentação de projetos de decreto legislativo anulando a resolução, publicada em 18 de fevereiro, no Diário Oficial da União (DOU), em que ela determinava a retração gradual da alíquota de importação do produto: de 35% para 30% em março, 25% em julho e 20% em dezembro.

Segundo Braga, o corte de quinze pontos percentuais até o fim do ano, inviabilizaria a competitividade dos fabricantes nacionais de bicicletas. “É o equivalente a nós demitirmos brasileiros e contratarmos na China para produzirem lá e exportarem para o Brasil”, disse o senador.

Eduardo foi autor de uma das propostas que revogava a deliberação da Camex. O PDL 87/2021 fazia parte da pauta de votações do Senado na tarde de terça-feira (16). Ao ser informado pelo próprio Paulo Guedes, ministro da Economia, de que seria reavaliada a resolução, o senador amazonense pediu que a apreciação da matéria fosse transferida dali a dois dias e a depender do que fosse decidido pelo colegiado que define, entre outras diretrizes, a política tarifária de importação e exportação.

Ontem à noite, em um vídeo divulgado nas redes sociais, Eduardo dizia acreditar num possível recuo do comitê. “Graças a Deus, o Governo Federal compreendeu a insegurança que isso traria para milhares de brasileiros”, afirmou. “Isso vai assegurar investimentos e empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM). E, se Deus quiser, vamos produzir mais bicicletas para atender o mercado.”

O senador Omar Aziz (PSD) também destacou que o setor de bicicletas é decisivo para a geração de empregos em Manaus.

“Ao todo, 18 estados brasileiros têm indústrias de bicicleta e todos estão perdendo empregos e mercado com a diminuição do imposto para bicicletas importadas”, ressaltou o Senador.

Deixe um comentário