David Almeida classifica como fake news notícias sobre PL de aumento de energia enviado à CMM

David Almeida classifica como fake news notícias sobre PL de aumento de energia enviado à CMM

David Almeida classifica como fake news notícias sobre PL de aumento de energia enviado à CMM

Anúncios

O prefeito David Almeida desmentiu, na manhã desta quinta-feira (7), notícias que têm circulado na mídia e redes sociais sobre o aumento da tarifa de energia elétrica estipulado por meio de um Projeto de Lei (PL) enviado à Câmara Municipal de Manaus (CMM). O chefe do Executivo rechaçou qualquer possibilidade disso acontecer e lembrou que tem lutado para diminuir a tarifa de água

“Fake news é crime. Uma notícia mal contada, mal intencionada causa um problema grande. É que existe uma cobrança na Cosip, conjuntos habitacionais que pagam como residenciais e fizemos esse ajuste, vamos pedir para tirar. Não existe aumento nenhum em conta de energia. Muito pelo contrário, pela primeira vez na história um prefeito entrou na justiça para barrar um aumento de água”, garantiu Almeida.

O PL enviado pela prefeitura à Câmara de Manaus foi deliberado na manhã de ontem (6) e retirado de tramitação na tarde do mesmo dia, após oito vereadores se manifestarem contra a medida. Em sessão extraordinária, o líder do prefeito na Câmara, vereador Marcelo Serafim (PSB), recuou e retirou o PL de tramitação após consultar o secretário de Finanças do Município, Clécio da Cunha Freire.

Na mensagem do PL que muda as regras de cobrança da taxa de iluminação pública, David Almeida alegou que a finalidade é atualizar a Lei 715, de 30 de outubro de 2003, que instituiu a Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública que é utilizada como fonte de financiamento dos serviços de iluminação pública.

“E para que se tenha ideia, eu também estou ajuizando uma ação do aumento do ano anterior que foi feito a mais na conta de energia, uma ação ajuizada na Justiça Federal que muito provavelmente teremos desdobramentos nos próximos meses”, disse David Almeida.

Deixe um comentário