Você está visualizando atualmente Defensoria Pública emite nota esclarecendo que pedido de indenização às famílias de presos partiu do Governo do Amazonas

Defensoria Pública emite nota esclarecendo que pedido de indenização às famílias de presos partiu do Governo do Amazonas

Em nota oficial enviada aos veículos de comunicação na tarde deste sábado (20), a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE) esclarece que nem a instituição e nem o defensor público Carlos Almeida Filho, candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Wilson Lima (PSC), ingressaram com ações judiciais pleiteando indenizações às famílias dos presos mortos na rebelião no Compaj, em 1º de janeiro de 2017.

A nota, assinada pelo defensor-geral, Rafael Barbosa, informa que a decisão de indenizar as famílias dos detentos mortos partiu do então governador José Melo, que, no dia 2 de janeiro daquele ano, um dia após o massacre, chamou a Defensoria Pública para coordenar o cadastramento das famílias dos presos junto com a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

 

Deixe um comentário