Deputada sugere recursos do Fundeb para todos os trabalhadores da Educação no AM

Deputada sugere recursos do Fundeb para todos os trabalhadores da Educação no AM

A deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) sugeriu a distribuição dos recursos disponíveis no Fundeb para todos os profissionais da Educação, como técnicos administrativos, merendeiras (os), vigias, serviços gerais e outros. As negociações que tratam do abono do fundo e da reposição salarial de professores e pedagogos da rede estadual e municipal de ensino

Em seu pronunciamento nesta terça-feira (6), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), a deputada informou que está enviando ofício à Seduc no qual pede que sejam retomadas imediatamente as negociações sobre a data-base dos trabalhadores da Educação.

Na avaliação de Alessandra, a lei do Fundeb não proíbe que as sobras do fundo sejam distribuídas com objetivo de beneficiar outros profissionais da Educação.

“Quero colocar em discussão nessa Casa Legislativa que a gente inclua os demais servidores da Educação no abono do Fundeb no âmbito do Estado e dos municípios. Os merendeiros e merendeiras são excluídos e esquecidos em todas as discussões de reajustes salariais e benefícios na pauta da Educação”, enfatizou Alessandra.

Deixe um comentário