Você está visualizando atualmente Deputado Dr. George Lins destaca avanços na exploração de potássio em Autazes

Deputado Dr. George Lins destaca avanços na exploração de potássio em Autazes

Deputado Dr. George Lins destaca avanços na exploração de potássio em Autazes

O deputado estadual Dr. George Lins (União Brasil) destacou, durante a sessão plenária desta quarta-feira (18), a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que resolveu um impasse jurídico relacionado à exploração da mina de potássio no município de Autazes.

De acordo com a determinação do TRF-1, a competência para a concessão da licença ambiental destinada à exploração da mina de potássio em Autazes foi atribuída ao Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), e não ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

“Com esta decisão do TRF-1, damos mais um avanço em direção à exploração de potássio em Autazes e a uma nova matriz econômica para o nosso estado. Portanto, o imbróglio jurídico está sanado e o licenciamento deverá ser finalmente concedido, já que a jazida de potássio de Autazes não está situada dentro de terras indígenas, conforme determinou o Tribunal”, destacou o deputado em discurso.

Esta jazida de potássio é a maior do país. A empresa Potássio do Brasil planeja extrair 2,2 milhões de toneladas do minério anualmente quando o projeto estiver em pleno funcionamento em quatro anos.

A produção de potássio atenderá a 20% da demanda nacional, que é utilizado na produção de fertilizantes para a agricultura. Atualmente, mais de 95% das mais de 12,6 milhões de toneladas usadas na agricultura brasileira a cada ano são importadas.

A Potássio do Brasil já investiu US$ 230 milhões no projeto desde 2009. A estimativa é que sejam aportados US$ 2,5 bilhões para a exploração, que deve ocorrer ao longo de 23 anos. Essa iniciativa pode gerar negócios no valor de R$ 25 bilhões no período e criar 15 mil empregos diretos e indiretos.

A exploração do potássio em Autazes está alinhada com os objetivos estratégicos do Plano Nacional de Fertilizantes (PNF), lançado em 2022, que visa reduzir as importações de fertilizantes para 62% até 2030, com o país apostando na exploração da jazida mineral em Autazes.

Deixe um comentário