You are currently viewing Deputado Fausto Jr. dá dicas aos consumidores para se defender dos abusos da AM Energia

Deputado Fausto Jr. dá dicas aos consumidores para se defender dos abusos da AM Energia

Deputado Fausto Jr. dá dicas aos consumidores para se defender dos abusos da AM Energia

Anúncios

Os clientes da empresa Amazonas Energia têm reclamado, cada vez mais, dos serviços oferecidos pela concessionária. As reclamações ganharam força após a empresa instalar novos medidores de consumo em 11 bairros de Manaus.

Diante da insatisfação dos consumidores, o deputado Fausto Jr. (MDB) postou nas redes sociais uma série de dicas que ensina a população a “se defender dos abusos da Amazonas Energia”.

O deputado é membro da CPI da Amazonas Energia, criada na Assembleia Legislativa do Amazonas, e tem acompanhado as investigações que apontam irregularidades cometidas pela empresa.

“Preparamos uma versão digital da cartilha da CPI da Energia, com dicas importantes para os consumidores da capital e do interior”, escreveu Fausto nas redes sociais.

Entre as dicas, a mais procurada diz respeito à proibição no corte de energia durante a pandemia. Fausto explica que a concessionária está proibida de cortar a energia na casa dos consumidores enquanto durar a pandemia.

“Existe uma lei, aprovada pela Assembleia Legislativa, que proíbe as prestadoras de serviços públicos, como água e energia, de cortar o serviço enquanto durar a pandemia”, disse o deputado.

Outra dica é sobre a vistoria técnica no medidor de consumo. O deputado ensina que a Amazonas Energia é obrigada a avisar o consumidor, com pelo menos dois dias de antecedência, da visita técnica feita pela empresa.

“O aviso pode ser feito por uma carta enviada à casa do consumidor. Se não for avisado, a empresa pode ser multada em até R$ 300 mil”, explica Fausto.

Os internautas também buscam informações sobre a troca de equipamento por parte da Amazonas Energia. Neste caso, o consumidor deve ser avisado com até três dias de antecedência da realização do serviço.

“A concessionária deve informar, com antecedência, a data, hora e o motivo da troca do equipamento”, destaca o deputado. “O consumidor deve receber também as leituras do medidor retirado e do aparelho instalado”, acrescentou.

Quanto aos cortes no fim de semana, Fausto explica que a empresa é proibida de efetuar o serviço às sextas-feiras, sábados e domingos. A proibição vale também para vésperas de feriados e feriados.

“Essa norma permite que o consumidor tenha tempo suficiente para regularizar a situação antes do corte”, explica Fausto. “Se a energia da casa for cortada nesses dias, o consumidor tem direito a indenização”, afirmou.

Essas e outras dicas sobre a relação entre o consumidor e a empresa Amazonas Energia podem ser acessada no Facebook e Instagram do deputado Fausto Jr. (@faustojram).

Deixe um comentário