Deputado Pablo apresenta aos delegados da PF projetos para combater crime organizado

Deputado Pablo apresenta aos delegados da PF projetos para combater crime organizado

Deputado Pablo apresenta aos delegados da PF projetos para combater crime organizado

O endurecimento das leis contra a criminalidade no Brasil, como a apresentação de projetos contra o terrorismo e a lavagem de dinheiro pelo crime organizado, são alguns dos assuntos discutidos hoje (29) no 8º Congresso Nacional de Delegados da Polícia Federal, que acontece na Bahia.

Anúncios

O deputado federal do Amazonas, Pablo Oliva, que é também delegado da Policia Federal, participou do evento e explicou os projetos que apresentou na Câmara dos Deputados para aprimorar o Código Penal.

Pablo disse que existe a preocupação entre os parlamentares para modernizar a Legislação Brasileira de combate ao crime. Segundo o deputado, há leis criadas há mais de 40 anos e que precisam ser modernizadas para conter o avanço da criminalidade.

Pablo citou o projeto de lei de sua autoria, que aumenta a pena para pessoas que ajudam bandidos em fuga. A atual legislação classifica o crime de forma branda, o que incentiva os criminosos a ajudar os infratores.

“A lei atual foi criada há mais de 40 anos e ficou ultrapassada, por isso propus o endurecimento da lei para quem ajuda bandidos em fuga”, explica Pablo. O projeto já foi analisado e aprovado pela Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal.

Outro projeto defendido pelo deputado é o que agiliza a transferência de carros, aviões, armas e imóveis de propriedade do crime organizado. Atualmente, os móveis e imóveis usados pelos bandidos ficavam sem uso até o final do processo judicial.

Pablo explica que a demora acabava destruindo aviões, carros e imóveis que podiam ser usados no combate ao crime.

“Nosso projeto busca agilizar o uso desses bens, que serão concedidos às forças de segurança. O que antes seria destruído, agora vai ajudar a prender bandidos”, destacou Pablo.

O Encontro Nacional de Delegados da Polícia Federal termina hoje e o resultado das discussões será levado ao Congresso Nacional para aprimorar o Código Penal Brasileiro.

Deixe um comentário