Deputado Péricles denuncia redução de viaturas em delegacias do Amazonas

Deputado Péricles denuncia redução de viaturas em delegacias do Amazonas

Deputado Péricles denuncia redução de viaturas em delegacias do Amazonas

O deputado estadual Delegado Péricles (PSL) denunciou, na manhã desta quarta-feira (30), determinação de redução no número de viaturas nas delegacias tanto da capital quanto do interior do Amazonas. Segundo o parlamentar, a informação partiu dos próprios policiais ao receberem determinação da Delegacia Geral sobre a devolução de veículos. “Determinação absurda sobre a qual pedirei explicações à DG quanto à veracidade e as justificativas para tal decisão. É inaceitável que, mesmo diante do cenário que nossa segurança enfrenta, ainda haja determinação para que a estrutura de policiamento e investigação sofra redução. Não tenho como aceitar isso”, contestou durante pronunciamento em Tribuna, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Anúncios

De acordo com o deputado, além da justificativa sobre a retirada de viaturas, ele pedirá à DG o contrato com a empresa que loca esses veículos. “Argumentam que o contrato está expirando, mas o que parece é que não é bem isso. Eles estariam deslocando essas viaturas para outro órgão e é isso que precisamos constatar. Não podemos admitir esse tipo de atitude especialmente diante da situação da nossa segurança pública”, disse.

Delegado Péricles aproveitou para reforçar que, como delegado, ele mesmo já constatou a deficitária estrutura, ainda mais frágil no interior do Estado. “Temos delegacias no interior que têm uma viatura e essa ainda será retirada. Há dois anos, nem havia viaturas e os investigadores faziam notificações a pé. É algo que só quem trabalhou como eu trabalhei em município do interior sabe a dificuldade que enfrentamos. Se já estava difícil para fazer investigação, imagina agora”, concluiu.

´Umanizzare devia ser suspensa de licitações´

A possibilidade de participação da atual cogestora do sistema penitenciário do Estado, a empresa Umanizzare, em novo processo licitatório, também foi lamentado pelo deputado Delegado Péricles. Segundo ele, a empresa devia ser suspensa deste tipo de concorrência. “Ela devia ser suspensa e ficar proibida de participar tamanha foi a ineficiência demonstrada na administração dos presídios do Amazonas. Devia haver suspensão, segundo assegura a Lei de Licitação e Contratos n° 8.666 – de 21 de junho de 1993”, afirmou.

O deputado estadual informou, ainda, que já solicitou a minuta tanto do edital do processo licitatório quando do projeto básico referente ao sistema penitenciário, ainda sem resposta. “Estou preocupado com isso. Tudo precisa ser diferente do que aconteceu em 2013 e 2014, quando a Umanizzare venceu. Não podemos permitir direcionamento”, concluiu.

Leia mais AQUI!

Deixe um comentário