Dia Internacional da Democracia: cientista político destaca liberdade como o melhor bem

Dia Internacional da Democracia: cientista político destaca liberdade como o melhor bem

Dia Internacional da Democracia: cientista político destaca liberdade como o melhor bem

Anúncios

Nesta quarta-feira, (15), é celebrado em todo o mundo o Dia Internacional da Democracia. Esta data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU). Ao Direto ao Ponto, o cientista político Carlos Santiago explica como funciona este regime político.

“Democracia não é só votar a escolha dos seus representantes e dos seus governantes. Democracia é acima de tudo, participar das decisões de governos. É o respeito ao outro, e acima de tudo participar das decisões sociais, pensando sempre no interesse coletivo”, afirma Carlos Santiago.

De acordo com o cientista político, os brasileiros consideram a democracia como o seu melhor bem.

“Existe um centro de pesquisa do Chile que faz pesquisa na América Latina de uma maneira geral sobre a democracia. Ele mostra que no caso do Brasil, comparado aos países da América do Sul e da América Latina, estamos no topo do ranking das pessoas que acham que a democracia seja o melhor bem a ser tratado”, destacou Carlos, ao Direto ao Ponto.

Carlos relembra que neste dia, é preciso reafirmar mais do que nunca os valores democráticos, a defesa da liberdade de expressão, do voto livre, de reuniões, de decisões, de debates.

“A democracia completa mais de 30 anos implantada no Brasil. Temos muito para comemorar, porque os problemas que surgem no seio do sistema democrático, só se resolve com mais democracia”, salienta o cientista.

Políticos

Algumas figuras políticas do Amazonas, aproveitaram o dia para relembrar o valor e importância da democracia. Entre eles, o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), o ex-governador Amazonino Mendes (Podemos), e também o deputado federal, Sidney Leite (PSD).

“Neste 15 de setembro, data instituída pela ONU como o Dia Internacional da Democracia, que possamos respeitar e fortalecer cada vez mais esse valor universal e dar às pessoas plena participação nas decisões que envolvem múltiplos aspectos de suas vidas”, escreveu Arthur Virgílio.

Já o ex-governador, Amazonino Mendes, aproveitou a data para lembrar que sem as liberdades fundamentais, não há democracia.

“Democracia é o desenvolvimento, o respeito pelos direitos humanos e as liberdades fundamentais, que sempre andam de mãos dadas com a esperança e com a vontade do povo”, afirmou o ex-governador do Amazonas.

Para o deputado federal, Sidney Leite, “a democracia é uma construção social histórica e depende do povo para permanecer e se desenvolver. A democracia também abrange as condições sociais, econômicas e culturais que permitem o exercício livre e igual da autodeterminação política. É o sistema que permite aos cidadãos o pleno exercício de seus direitos” afirmou o parlamentar.

Deixe um comentário