Você está visualizando atualmente Eleições 2024: Clayton Pascarelli anuncia pré-candidatura para vereador

Eleições 2024: Clayton Pascarelli anuncia pré-candidatura para vereador

Eleições 2024: Clayton Pascarelli anuncia pré-candidatura para vereador

O jornalista Clayton Pascarelli se despediu das telas do jornalismo neste fim de semana para disputar uma das 41 cadeiras de vereador na Câmara Municipal de Manaus (CMM). O apresentador de televisão filiou-se este ano ao Partido Progressistas (PP), de centro-direita, surpreendendo os colegas comunicadores por sua posição política.

Segundo Pascarelli, a decisão de disputar as eleições para vereador se deu pela vontade de dar mais voz à população dentro do parlamento.

“Primeiramente, é essencial e importante ouvir as pessoas nas ruas. Nos últimos meses, venho saindo para as feiras, bairros e realizando pautas comunitárias. Nesse tempo, recebi e ouvi muita gente me cobrando isso e falando que precisamos dar um gás, uma energia mais jovial às nossas lideranças políticas. Então, após meses de análises e reflexão sobre o quanto posso continuar contribuindo de forma direta, resolvi representar esse povo e estar com eles ainda mais, estando na Câmara Municipal. Acredito que vamos desenvolver nosso trabalho mais fielmente, ajudando as comunidades e as pessoas no parlamento”, explica.

Pascarelli ficou muito conhecido em 2017 por sua demissão da Rede Amazônica, afiliada da Globo, sob pressão política. Clayton Pascarelli fez duras críticas ao governador do Estado enquanto apresentava o ‘Bom Dia Amazonas’. Nesse período, o programa repercutiu uma briga de facções que terminou com a morte de 56 pessoas em um presídio.

Na época, o jornalista foi ovacionado e recebeu diversos apoios em solidariedade à situação opressora causada por políticos. Após sua demissão, a TV A Crítica, afiliada da Record, contratou Clayton Pascarelli para assumir o programa ‘Cidade Alerta Amazonas’.

Clayton Pascarelli afirma que, mesmo com os destaques no cenário político desde 2017, ainda não se sentia totalmente preparado. No entanto, ao apresentar os descasos e apelos da população, a ideia de continuar somando foi o que o levou a decidir-se pela política.

“Entro neste desafio com a certeza de que vamos continuar não só denunciando os descasos e agravos que a sociedade enfrenta diariamente. Meu trabalho será defender, mas, acima de tudo, como sempre fiz com transparência, dar voz e participação popular”, esclarece.

Deixe um comentário