Em nota Petrobras anuncia saída do Amazonas

Em nota Petrobras anuncia saída do Amazonas

Em nota Petrobras anuncia saída do Amazonas

A Petrobras em comunicado emitido nesta sexta-feira (26) iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (“teaser”) referente à venda da totalidade de sua participação em um conjunto de sete concessões de produção terrestres localizadas na Bacia de Solimões, no Estado do Amazonas.

Anúncios

Esta decisão, vem de encontro com a discussão que parlamentares estão tendo na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), sobre a Lei do Gás, que segundo o presidente da casa, deputado Josué Neto (PRTB), se a lei não for aprovada a tempo e nenhum interessado vier a comprar no leilão, o Amazonas perderá mais de 17 mil empregos, queda de arrecadação e queda em torno de 1/4 do PIB do Estado.

“Agora está nas mãos dos deputados estaduais e do governador essa decisão, para salvar o Amazonas que já sofre com o enfraquecimento contínuo da Zona Franca de Manaus (ZFM) e pode ser pior agora com o fim das operações da Petrobras”, disse.

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSDB), manifestou-se também, a respeito da saída da Petrobras do Amazonas e segundo ele, não acredita que a venda da exploração em Coari e Tefé seja reversível.

“A Petrobras anunciou a decisão: vai vender a sua exploração em Coari e Tefé. Não creio que isso seja reversível, mas acho que ao menos precisamos tirar do fato algumas lições e a principal delas talvez seja que as empresas que vem investir na Amazônia devem ser tratadas com respeito e segurança jurídica. Isso é o mínimo, se é que queremos ter um futuro melhor”, comentou o parlamentar que esta decisão vem num momento muito difícil para o Amazonas.

Segundo a companhia, o “teaser”, que contém as principais informações sobre as concessões, bem como os critérios de elegibilidade de potenciais participantes, está disponível em seu site https://www.investidorpetrobras.com.br/resultados-e-comunicados/teasers/.

As sete concessões de produção, conjuntamente chamadas Polo Urucu, estão localizadas nos municípios de Tefé e Coari, ocupando uma área de aproximadamente 350 quilômetros quadrados.

No primeiro trimestre, a produção média do polo foi de 106,3 mil de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 16,5 mil barris por dia (bpd) de óleo e condensado, 14,3 milhões de metros cúbicos diários de gás e 1,13 mil toneladas ao dia de gás liquefeito de petróleo (GLP).

Além das concessões e suas instalações de produção, estão incluídos na transação as unidades de processamento da produção de petróleo e gás natural e instalações logísticas de suporte à produção.

Nota da Petrobras

*Com dados do Valor Econômico

Deixe um comentário