You are currently viewing Empresa alemã busca parceria com Governo do Amazonas para desenvolver projetos voltados para mercado de crédito de carbono

Empresa alemã busca parceria com Governo do Amazonas para desenvolver projetos voltados para mercado de crédito de carbono

Empresa alemã busca parceria com Governo do Amazonas para desenvolver projetos voltados para mercado de crédito de carbono

Com sede em vários países da Ásia, Europa, África e América, representantes da empresa alemã Forliance, que é baseada em soluções de desenvolvimento sustentável, realizaram uma visita à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), na última terça-feira (15).

Anúncios

No encontro, os executivos fizeram uma apresentação para os gestores da Sedecti e da Companhia Amazonense de Desenvolvimento e Mobilização de Ativos (Cada), onde explicaram o tipo de negócio que desenvolvem.

A Forliance mostrou interesse em se instalar no Estado do Amazonas até o ano de 2023. A empresa é especializada em desenvolver projetos, em sua maioria, visando o mercado de crédito de carbono voluntário, além de fazer conexões entre parceiros e clientes finais.

Para o titular da Sedecti, Jório Veiga, o assunto pautado pelos visitantes (mercado de crédito de carbono) é de grande interesse para o Governo do Amazonas.

“Trata-se um mercado de alto potencial para o estado que pode beneficiar muitos cidadãos. Ainda é algo novo para nós e estamos buscando mais informações de como utilizar esses créditos, para o desenvolvimento sustentável e para a melhoria de vida dos que vivem nas florestas e as preservam”, destacou Veiga.

O secretário completou, ainda, dizendo que a empresa apresentou vários modelos, particularmente, para o mercado voluntário de carbono, o que despertou interesse para seguir estudando as possibilidades para a implementação de projetos no Amazonas. “Foi também uma excelente oportunidade para troca de conhecimentos e análise de opções”, disse o secretário.

Estudo – O diretor de planejamento da Forliance, Gérman Rodrigues, explicou que a visita teve como objetivo fazer um processo de criação de um estudo futuro de investigação sobre crédito de carbono, além de conhecer a sinergia do Estado do Amazonas em relação a esse mercado.

“Estamos visitando o Amazonas para fazer um processo de pesquisa e, também, de desenvolvimento de um estudo futuro para o crédito de carbono. A finalidade com essa reunião aqui na Sedecti foi para identificar sinergias e, obviamente, para o melhoramento da qualidade de vida das comunidades que residem nas áreas onde há a possibilidade de se trabalhar com o crédito de carbono”, explicou Rodrigues.

O executivo acrescentou que a visita ao Amazonas se deu por interesse em projetos da área amazônica que é uma área tropical. “O Amazonas é o Estado que tem maior extensão de floresta tropical. Portanto, vimos que pode haver um maior interesse por parte do Governo do Estado e, também, de empresas privadas locais, no mercado de crédito de carbono”, explicou Gérman.

O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico da Sedecti, Renato Freitas, disse que o tema sobre crédito de carbono é de grande relevância para o Estado.

“Tendo em vista que a extensão territorial e a preservação dos biomas naturais do Estado do Amazonas é em torno de 98%, e que em boa parte também estão as Unidades de Conservação (UC), inclusive, com comunidades trabalhando de forma sustentável, isso seria de grande importância para o projeto de desenvolvimento de um mercado de crédito de carbono e pagamento de serviços ambientais para a nossa região”, avaliou Freitas.

Forliance – A Forliance é uma empresa com quase 30 anos de experiência no mercado de crédito de carbono e projetos sustentáveis, buscando cooperação internacional de desenvolvimento, além de desenvolver e gerenciar projetos sobre o clima e prestar consultoria estratégica sobre o clima e venda voluntária de crédito de carbono.

A empresa alemã também atua junto à iniciativa privada (que compram o crédito de carbono), além de trabalhar com comunidade locais para o desenvolvimento de projetos.

Deixe um comentário