You are currently viewing Escolas de samba mobilizam comunidades para vacinação neste sábado

Escolas de samba mobilizam comunidades para vacinação neste sábado

Escolas de samba mobilizam comunidades para vacinação neste sábado

As escolas de samba de Manaus abrem as portas, neste sábado (05), para receber a comunidade para a vacinação. A ação faz parte da campanha “Pra Sambar Tem que Vacinar”, uma parceria do Governo do Amazonas com a Prefeitura de Manaus, e vai acontecer das 9h às 16h, em postos montados nas quadras da Unidos do Alvorada, Vila da Barra, Mocidade Independente de Aparecida, Vitória Régia, Andanças de Ciganos, Reino Unido da Liberdade, Grande Família e Sem Compromisso.

Anúncios

A campanha “Pra Sambar Tem que Vacinar” foi lançada pelo governador Wilson Lima na última semana, durante visita à Carreta Vacina Amazonas. Em todas as quadras serão oferecidas 1ª e 2ª doses para pessoas a partir de 12 anos, além da dose de reforço. Para a abertura oficial, as agremiações programaram uma apresentação dos itens, como bateria, passistas e mestre-sala e porta-bandeira.

O representante da Unidos da Alvorada, Mário Jorge, destaca que os integrantes da escola estão trabalhando com a comunidade para que as famílias do bairro participem da ação.

“Colocamos um carro de som para circular nas ruas do bairro e preparamos uma comissão, com a equipe de Harmonia e itens da escola, para receber o público para vacinação e acolher bem”, adianta Mário Jorge. “Todos os setores da agremiação estão envolvidos para motivar a comunidade a vacinar contra a Covid-19”.

Marinildo Freitas, da Vila da Barra, conta que a preparação para o “Dia D” também envolve a comunidade da Compensa.

“Temos um relacionamento muito bom, e a nossa expectativa é de um número expressivo de vacinados nessa ação, assim como acontece nos nossos ensaios e nos nossos desfiles”, comenta o representante da agremiação.

Redes sociais

A Sem Compromisso, no bairro Nova Cidade, também colocou o carro de som nas ruas e mobiliza a comunidade sobre a campanha por meio das redes sociais, segundo o presidente Andrew Lobo.

Ele explica que quem chegar na quadra, além de receber a dose da vacina, vai poder registrar nas redes sociais a participação com as plaquinhas “Me Vacinei na Sem Compromisso”, e contar com a presença das passistas, rainhas e toda diretoria da escola.

“Escola de Samba não é só Carnaval. É cultura, são projetos sociais, atividades que geram vários empregos, não é só festa. E com essa ação, que era muito desejada pela nossa comunidade, vamos mostrar mais uma vez o nosso papel agregador”, avaliou o presidente.

Lobo acredita que a localização estratégica da escola, que fica no coração da zona norte, vai atrair muitos moradores para a vacinação. “Nossa escola está de portas abertas para a vacinação”, reforçou.

Atrações

O presidente da Grande Família, Luiz Gilberto Lima, afirma que a escola de samba do São José I promete dar ritmo a vacinação com o casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira e um conjunto de ritmistas, que vão apresentar, na abertura, o enredo deste ano ao público, “Café: O Sabor da Grande Família Brasileira”.

“Desde o início da pandemia a agremiação teve consciência do seu papel social. A Grande Família é referência na zona leste, não tem o que discutir, e há muito tempo eu sonhava com essa vacinação na nossa escola”, destaca. “O Governo é nosso parceiro e nós somos parceiro da vacinação, temos essa consciência que todos temos que fazer nossa parte para isso acabar”.

Já a Reino Unido da Liberdade vai trazer uma programação reduzida, em função da pandemia, mas muito animada, conforme o presidente Willian Pimentel. A emoção, segundo ele, vai tomar conta da quadra quando o grupo da escola apresentar o enredo deste ano “Bate forte o tambor, Furiosa! Eu quero é Tic Tic Tac! A Reino Unido abre as cortinas para Zezinho Corrêa”. A corte, com rainhas, além dos ritmistas e passistas, também participam da ação.

“A vacinação é a nossa esperança, é a nossa sobrevivência. Eu já tomei a minha terceira dose, incentivamos a família e os membros da escola para tomar todas as doses”, afirma Pimentel. “A escola vai trazer para dentro da comunidade essa dose de esperança também, aproximando a vacinação e homenageando a história do Zezinho”.

A Andanças de Ciganos também vai receber a comunidade do bairro Cachoeirinha e adjacências com bateria, Rainha da Bateria e do casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira.

Parceria

A cessão das quadras é uma contrapartida das escolas de samba para a realização de uma live do Carnaval 2022, evento que está sendo operacionalizado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Além da pasta de Cultura e Economia Criativa, a ação é realizada por meio da Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM) e da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), em parceria com a Prefeitura de Manaus, e tem apoio da Comissão Executiva das Escolas de Samba de Manaus (Ceesma), União das Escolas de Samba do Amazonas (Uesam) e Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas).

“Com essa parceria, estamos somando em diferentes frentes, em todas as zonas da cidade simultaneamente, para ampliar o acesso da população à vacina”, declara Marcos Apolo Muniz, secretário de Cultura e Economia Criativa.

 Por meio dos restaurantes populares Prato Cheio, gerenciados pela Seas, quem for até as quadras se vacinar vai receber marmitas com feijoada. Não será permitido consumir a refeição nas quadras para evitar aglomerações.

Deixe um comentário