Você está visualizando atualmente Esculturas gigantes recebem argamassa e concreto armado na etapa cênica do parque Amazonino Mendes

Esculturas gigantes recebem argamassa e concreto armado na etapa cênica do parque Amazonino Mendes

Esculturas gigantes recebem argamassa e concreto armado na etapa cênica do parque Amazonino Mendes

A área cenográfica do parque Amazonino Mendes, em obras pela Prefeitura de Manaus, com seus 25 mil metros quadrados, vai ganhando cada vez mais formas de animais e da flora amazônicos, com as esculturas de grandes dimensões sendo moldadas por verdadeiros artistas da construção. Os trabalhos se concentram em fundações em ferro e aço, moldes, aplicação de argamassa sobre as telas, concreto armado, concretagem e calçamento.

O cenário 4, por exemplo, que tem jacarés, iguana e cobra, tem entre 20% e 80% dos serviços já executados. No cenário de macacos e ponte, os trabalhos estão em 50%, assim como na área molhada, com árvores, tronco, piscina, peixes e outros elementos.

Na segunda etapa do parque Amazonino Mendes, localizado entre as avenidas Isaías Vieiralves e Olívia de Menezes Vieiralves, nas zonas Leste e Norte, está sendo construída a área temática com esculturas de jacaré e filhotes, onças, macacos, flores e troncos, todos em estruturas de ferro moldado.

Prevista para ser inaugurada neste ano, como presente para os manauaras, a etapa cênica e de área molhada tem prazo de entrega de 12 meses.

“Este é um projeto para as crianças brincarem, interagirem. A iniciativa faz parte da nossa concepção de dar qualidade de vida e lazer para as crianças, para que possam brincar, correr, suar, sair mais do celular, do computador, num espaço de qualidade e com referência à Amazônia”, disse o prefeito David Almeida, durante visita às obras, acompanhado de secretários e do diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Carlos Valente.

A área total do parque Amazonino Mendes envolve 134 mil metros quadrados, com projeto arquitetônico do Implurb, ampliando a urbanidade, lazer, esporte e entretenimento na capital.

Etapa cênica

“Podemos ver os grandes animais da nossa fauna, como jacarés, onças, iguana, macacos, com as armaduras, revestimento e as montagens em evolução. São técnicas usadas por artistas de Parintins e a expectativa é de podermos entregar esta obra entre abril e maio de 2024”, afirmou Valente.

Entre ferros moldados e esculpidos, operários seguem executando os cenários com vários níveis de conclusão e acabamento. A construção terá cenários interativos temáticos, com rampas de escalada, escorregadores, área molhada, entre outros. Todas as figuras ligadas à floresta serão manuseadas como brinquedos lúdicos para as crianças e interativos para os adultos.

Parque

O parque é resultado de um convênio firmado entre Prefeitura de Manaus e governo do Estado, com dois quilômetros de extensão. A primeira etapa do espaço foi entregue no aniversário de Manaus, em outubro de 2023. As bacias de retenção de água pluvial ajudam a dar o traçado natural do espaço público, com curvas e aclives, ganhando áreas de vivência, bosqueadas, faixa saudável com pista de caminhada, faixa verde para a arborização e ciclovia, quiosques, um inédito playpet e mobiliários.

A terceira fase tem um conjunto habitacional dividido em três blocos distintos de cinco pavimentos cada, com vagas de estacionamento para carros e motos. Entre os blocos serão construídas calçadas arborizadas e mais playgrounds.

Deixe um comentário