Você está visualizando atualmente Fausto Santos Júnior defende os CACs e se opõe a projeto que quer acabar com os clubes de tiros

Fausto Santos Júnior defende os CACs e se opõe a projeto que quer acabar com os clubes de tiros

Fausto Santos Júnior defende os CACs e se opõe a projeto que quer acabar com os clubes de tiros

O deputado federal Fausto Santos Júnior(União-AM), em nome da proteção dos direitos dos Colecionadores, Atiradores e Caçadores (CACs), manifestou em suas redes sociais sua indignação e repúdio ao projeto de lei apresentado que visa banir os CACs. “Sou contra o projeto e a favor do cidadão de bem”, diz o deputado.

Os CACs operam em estrita conformidade com a legislação vigente, submetendo-se a rigorosas normas de controle e fiscalização do Estado.

O projeto de lei que será apresentado na Câmara dos Deputados pela deputada Gleisi Hoffmann (PT) representa uma grave ameaça aos direitos dos CACs e ignora o papel fundamental que esses cidadãos desempenham na promoção da segurança pública e da conscientização sobre o uso responsável de armas de fogo.

O deputado Fausto Santos Júnior entende a importância de debater e aprimorar as políticas de segurança e controle de armas no país. No entanto, considera que o caminho para uma sociedade mais segura não está na proibição indiscriminada de atividades legais e regulamentadas.

Fausto acredita que é possível aperfeiçoar o estatuto que regulamenta os CACs, fortalecendo os mecanismos de controle e fiscalização, ao invés de promover sua extinção. “Precisamos de projetos para cuidar das pessoas. Da forma apresentada, você corre atrás do cidadão de bem, e deixa o bandido livre”, reforça Fausto Santos Júnior.

O deputado federal do Amazonas conclama seus colegas parlamentares e a sociedade civil a se unirem em defesa dos direitos dos CACs e de um debate responsável sobre a segurança pública e o acesso legal às armas de fogo.

Deixe um comentário