Você está visualizando atualmente Fornecimento de medicamentos especializados da Susam a usuários do SUS ultrapassa meta prevista

Fornecimento de medicamentos especializados da Susam a usuários do SUS ultrapassa meta prevista

Fornecimento de medicamentos especializados da Susam a usuários do SUS ultrapassa meta prevista

O fornecimento de medicamentos especializados a usuários do SUS, feitos pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam) ultrapassou em 16% a meta de atendimentos, programada para 2019, dos medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Ceaf).

O Ceaf é uma estratégia que garante acesso a medicamentos no SUS, entre eles os de alto custo. A dispensação de medicamentos diretamente aos usuários é feita pela Central de Medicamentos do Estado do Amazonas (Cema).

O Plano Anual de Saúde previa 83.500 atendimentos nos 12 meses. No entanto, o ano fechou com 96.749, ou seja, 12.979 atendimentos a mais.

O volume de atendimentos em 2019 também superou em 12.431 os realizados em 2018 (84.048).

Além de atender mais, a Cema conseguiu ampliar o nível de abastecimento dos itens que compõem o Ceaf, fechando 2019 com 94,5% de abastecimento. No início de 2019, o abastecimento era de 50%. O Ceaf trabalha com 289 itens dispensados diretamente a pacientes assistidos por unidades da rede pública de saúde.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, ao melhorar a produtividade, o Amazonas conseguiu ampliar os repasses recebidos do Governo Federal em 2019. Com mais recursos, mais medicamentos puderam ser adquiridos e dispensados.

“Havia uma previsão orçamentária de repasse federal no início de 2019 de R$ 3.465.000,00. Fechamos o ano com R$ 6.560.072,50, ou seja, tivemos um aumento na produtividade, o que resultou um aumento de quase 50% a mais do que estava previsto”, afirma o secretário.

Custeados pelo Governo do Amazonas e pelo Governo Federal, os medicamentos dispensados no Ceaf garantem a integralidade do tratamento medicamentoso para doenças contempladas pelo programa. Para ter acesso ao serviço, o usuário precisa ter o tratamento prescrito por um médico, seguindo o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde.

O orçamento aplicado pelo Governo do Amazonas no Ceaf em 2019 foi de R$ 13.381.000,00.

Deixe um comentário