Fórum Amazonas Lixo Zero terá participação do IPAAM e secretaria municipal de Meio Ambiente

Fórum Amazonas Lixo Zero terá participação do IPAAM e secretaria municipal de Meio Ambiente

Fórum Amazonas Lixo Zero terá participação do IPAAM e secretaria municipal de Meio Ambiente

A Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Amazonas continua com os preparativos para o 1º. Fórum Lixo Zero, que acontecerá dia 1º. de junho, na Aleam. O evento marca a abertura da Semana do Meio Ambiente no Legislativo Estadual.

Anúncios

Nesta sexta-feira (21), o presidente da Comissão de Meio Ambiente, deputado estadual Fausto Jr. convidou o diretor presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), Juliano Valente, e o secretário municipal de Meio Ambiente, Antônio Stroski, para participarem do Fórum Lixo Zero.

O deputado conversou com Juliano Valente sobre o problema dos lixões na capital e interior do Estado. Foi confirmado que nenhum município do interior do Amazonas possui aterro sanitário, prejudicando a saúde da população com doenças, os lençóis freáticos e o meio ambiente.

Fausto se comprometeu em buscar apoio do governo Federal, via Ministério do Meio Ambiente, para liberação de recursos que serão usados na transformação dos lixões em aterros sanitários certificados.

“O chorume vaza para as águas subterrâneas que abastecem os moradores e deságua nos rios. A fumaça e o fedor de gases tóxicos e água são vetores de doenças como moscas, ratos, entre outros”, destacou.

A outra reunião foi com o secretário do Meio Ambiente de Manaus, Antônio Stroski. A conversa abordou o acúmulo de lixo nos igarapés de Manaus, cuja poluição fica mais evidente com a cheia dos rios.

Na semana passada, a prefeitura de Manaus retirou dos igarapés mais de 600 toneladas de lixo. “Parece um trabalho de enxugar gelo. Tiramos o lixo hoje, mas amanhã os igarapés estão novamente abarrotados de lixo”, lamentou Stroski.

Fausto Jr. convidou o secretário a participar do 1º. Fórum Lixo Zero, onde terá a chance de apresentar propostas para resolver o problema do lixo urbano, com ações públicas de conscientização da população e acesso à recursos federais para a limpeza e recuperação dos igarapés e rios que cortam a Capital.

Deixe um comentário