Você está visualizando atualmente Gincana ambiental tira do Igarapé do Franco, aproximadamente 3 milhões de garrafas PET

Gincana ambiental tira do Igarapé do Franco, aproximadamente 3 milhões de garrafas PET

Gincana ambiental tira do Igarapé do Franco, aproximadamente 3 milhões de garrafas PET

Depois de 22 dias de coleta seletiva e quase uma tonelada de resíduos reunidos, os alunos do Centro Educacional de Tempo Integral Áurea Braga, no bairro Compensa, colheram os frutos da 1ª Gincana Ambiental – Jogando Limpo com a Natureza, promovido pelo Sindicato das Indústrias de Alimentação de Manaus, por meio da gerência de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), e também pelas empresas Virrosas e Frigelo, e receberam premiações no último dia (26).

A gincana que envolveu dez turmas do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, o que representa pelo menos a metade dos 985 alunos matriculados no Ceti Áurea Braga em 2019.  Ao todo foram distribuídos 5 mil reais em prêmios aos alunos e professores envolvidos no projeto que teve TVs em Hd e até vales compras de R$ 600 reais da  Bemol e ainda puderam compartilhar a experiência que mudou a visão da maioria sobre o significado da reciclagem, poluição, meio ambiente, natureza e até formação de caráter.

O empresário Pedro Monteiro, sócio-diretor da Virrosas e presidente em exercício do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Manaus, ao ver realidade do lixo que há anos vem poluindo o Igarapé do Franco, onde a centenária fabrica do vinagre Virrosas fica entre a fronteira dos bairros Santo Antonio e Compensa, o inspirou a criar a ideia do projeto voltada para uma educação ambiental com atitudes contínuas e sustentável.

“Quando o presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Manaus nos procurou e propôs a criação desse projeto, a intenção era aliar a educação ambiental com algo que pudesse se materializar também em atitudes contínuas e sustentáveis para inserir a logística reversa no cotidiano das pessoas”, disse a gerente e coordenadora de Meio Ambiente, Recursos Naturais e Responsabilidade Social da FIEAM, Renée Fagundes Veiga.

A participação ativa do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Manaus, desde a concepção até o financiamento do projeto, mostra, segundo Renée, o nível do engajamento das empresas do PIM na questão ambiental. Para ele, essa troca de experiências e ideias com o empresariado é muito gratificante, pois ajuda a compreender que as empresas atuam de maneira preventiva na minoração dos impactos ambientais e sociais de suas atividades.
“Hoje foi o dia da premiação da 1ª Gincana Ambiental que envolveu 465 alunos e teve como resultado a coleta, dentro outros matérias, de 700 kg de embalagem Pet que equivalem, aproximadamente 3 milhões de garrafas e que poderiam ter tido uma destinação inadequada e que agora serão recicladas”, disse o empresário Pedro Monteiro.

A partir dessa primeira experiência, segundo o presidente em exercício do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Manaus, Pedro Monteiro, é expandir para outras áreas da cidade, talvez até mesmo fazendo um evento bem maior e com todas as escolas de Manaus.

Deixe um comentário