Governo de São Paulo multa Marcelo Ramos por não usar máscara em manifestação contra Bolsonaro

Governo de São Paulo multa Marcelo Ramos por não usar máscara em manifestação contra Bolsonaro

Governo de São Paulo multa Marcelo Ramos por não usar máscara em manifestação contra Bolsonaro

O Governo de São Paulo multou dez lideranças políticas por não usar máscara na manifestação organizada pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo Vem Pra Rua (VRP) em oposição ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), realizada no último domingo (12), na Avenida Paulista. Entre os autuados estão o vice-líder da Câmara Federal, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), Ciro Gomes (PDT), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP).

Anúncios

O deputado Marcelo Ramos afirmou que usou máscara o tempo todo, e que só tirou para falar ao microfone e para tomar uma cerveja quando acabou o ato. E que quando for notificado, o parlamentar diz que não irá recorrer da multa.

“Se houver qualquer demonstração de descumprimento das regras, eu pagarei a multa. Tenho compromisso com as regras sanitárias”, contou o deputado à coluna Sim & Não do jornal A Crítica.

O uso da máscara é obrigatório em São Paulo. A multa para quem desrespeita a resolução é de R$ 552,71 e as notificações são enviadas pelos Correios. Os autuados podem apresentar recurso contra a multa.

Esta não é a primeira vez que políticos são multados por não usarem máscara no estado. Jair Bolsonaro já foi autuado 7sete vezes pelo mesmo motivo. A última, pela participação em ato no 7 de Setembro.

Deixe um comentário