You are currently viewing Governo do Estado realiza provas do concurso público da Polícia Civil para 66 mil inscritos

Governo do Estado realiza provas do concurso público da Polícia Civil para 66 mil inscritos

Governo do Estado realiza provas do concurso público da Polícia Civil para 66 mil inscritos

Anúncios

O Governo do Estado realiza, neste domingo (3), as provas do concurso público para 66 mil inscritos no concurso público da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Desta vez, o certame preencherá 300 vagas para os cargos de investigador, escrivão e perito (legista, criminal e odontolegista). As provas são aplicadas na capital e em sete municípios do interior.

Em Manaus, o concurso público acontece em mais de 50 unidades, contando com o efetivo de 200 policiais que fazem o acompanhamento. Também participam do certame os municípios de Coari, Eirunepé, Humaitá, Itacoatiara, Parintins, Tabatinga e Tefé. Para os cargos de escrivão e perito, as provas ocorrem das 8h às 13h. Para investigador, o horário será das 15h às 19h30.

“Concurso público deve ser cíclico. Precisamos de novas pessoas entrando na polícia. Nós temos o interior, o Amazonas é muito grande, o maior estado, e a oportunidade chegou. Estamos torcendo para esse concurso. Os policiais estão todos envolvidos para que ele seja o melhor possível e tenhamos logo esse pessoal nos nossos quadros funcionais”, destacou o presidente da Comissão do Concurso da PC-AM, Thyago Tenório.

No dia 27 de março, mais de 7 mil candidatos participaram das provas para o cargo de delegado de polícia. A organização dos dois certames é da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O concurso, que estava sendo aguardado há mais de 10 anos, é uma iniciativa do governador Wilson Lima, que visa reforçar o programa Amazonas Mais Seguro.

Preparação

Para a bacharel em Direito Daniela Santana, 24, a preparação para o concurso deste domingo iniciou ainda na faculdade. Graduada há poucos meses, ela conta que intensificou a rotina de estudos especialmente para a prova, na qual ela concorrerá aos cargos de delegada, escrivã e investigadora.

“É bastante concorrência, tem pessoas de outros estados vindo, mas todo mundo que faz um concurso quer passar, a gente sonha com isso, ainda mais um concurso da polícia, que é uma coisa tão específica e especial para quem é apaixonado pelo trabalho e quer se ver ali. A expectativa é alta, você quer passar e dar o seu melhor, dá um nervosismo, mas está tudo certo”, declara Daniela Santana.

O tecnólogo Carlos Procópio faz as provas deste domingo para os cargos de escrivão e investigador. Com apenas 20 anos, ele conta que não esperava tantas oportunidades para realizar o sonho de passar em um concurso.

“Eu me assustei, porque não esperava tão cedo e, também, porque formei recentemente, é a minha área e eu já tinha esperança. O trabalho do governador tem sido maravilhoso nessa área, porque passamos por tantos problemas, tantas dificuldades, e as pessoas almejam essa estabilidade”, destaca Carlos Procópio.

Concurso

De acordo com a FGV, para o cargo de investigador foram 43 mil inscrições; para escrivão foram 19 mil; e para perito (legista, criminal e odontolegista) foram 4 mil. Somando os três cargos, foram homologadas as inscrições de 66 mil candidatos que irão prestar provas de ingresso na instituição.

São 200 vagas para investigador e 62 para escrivão, ambos os cargos com remuneração de R$ 12.948,78; 27 para perito criminal, além de 8 para médico legista e 3 vagas para odontolegista, com remuneração de R$ 16.237,85.

Deixe um comentário