Governo não paga contas e professores correm risco de ficar sem plano de saúde
Foto: Divulgação

Governo não paga contas e professores correm risco de ficar sem plano de saúde

Desde que assumiu o governo, Amazonino Mendes vem descumprindo contratos e atrasando pagamentos em diversos setores. O último a ser atingindo foi o contrato junto à Hapvida com a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc). A empresa emitiu um comunicado na terça-feira (06) solicitando o pagamento dos últimos seis meses.

Caso o governo não regularize a situação, mais de 30 mil servidores podem ficar sem o serviço.

Em propaganda na mídia, o Governo do Amazonas alega que recebeu a conta do estado com diversos atrasos e irregularidades. Mas até o momento, pouco se fez para regularizar diversos contratos.

Em resposta à esta divulgação, a assessoria de imprensa da Seduc informou neste domingo (11) que o órgão “garante que os servidores não terão prejuízo algum”.

Deixe um comentário