Greve-relâmpago de ônibus em Manaus

Greve-relâmpago de ônibus em Manaus

Uma greve-relâmpago, organizada nesta segunda-feira (05) por rodoviários, pegou de surpresa trabalhadores e estudantes. Cerca de 20 mil usuários são prejudicados, segundo o Sinetram. Esta é a quinta paralisação de rodoviários apenas no ano de 2018.

A paralisação durou cerca de 1h30. Por volta das 7h, os ônibus já estavam operando normalmente.

Procurado pela reportagem, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Manaus (STTRM), Givancir Oliveira, informou que o motivo da paralisação foi contra a mudança da bandeira no cartão de alimentação dos funcionários do transporte coletivo de Manaus.

“E eles (Sinetram) querem prejudicar 10 mil trabalhadores. Mudando a bandeira do nosso cartão alimentação. De DDTotal para Eucarde que é do grupo Eucatur. Esse cartão que eles querem colocar não tem comércio. Só serve para os funcionários serem obrigados a vender a 30%”, afirmou Givancir.

 

Deixe um comentário