Hospital João Lúcio recebe reformas que vão reduzir custos de manutenção em 40%

Hospital João Lúcio recebe reformas que vão reduzir custos de manutenção em 40%

Hospital João Lúcio recebe reformas que vão reduzir custos de manutenção em 40%

Anúncios

O governador do Amazonas, Wilson Lima, entregou, nesta quarta-feira, 23, uma nova enfermaria de dez leitos no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. João Lúcio Machado para pacientes acometidos por Acidente Vascular Cerebral (AVC). Também foram entregues a nova subestação de energia elétrica e a estação de tratamento de efluentes (ETE), inseridas no pacote de obras que o Governo do Amazonas vem realizando no hospital.

Com a reforma da unidade, a estimativa do Governo do Estado é reduzir em 40% os custos de manutenção do HPS João Lúcio, gerando uma economia anual de R$ 2,9 milhões.

“Estamos aqui no Pronto-Socorro João Lúcio para fazer a entrega de mais uma etapa daquele nosso trabalho de intervenção para a melhoria da infraestrutura do hospital. O que nós estamos entregando para a população que precisa dessa unidade de saúde é conforto, é a possibilidade de uma recuperação mais segura, e dando melhores condições de trabalho para os profissionais que estão aqui”, disse Wilson Lima.

Até o último mês de fevereiro, o espaço que deu lugar à nova enfermaria funcionava como uma das recepções do HPS. Antes, esses pacientes que serão atendidos na nova enfermaria ficavam distribuídos em diversas enfermarias. Com a segregação, o hospital, referência em neurologia e politraumatismo, irá assegurar melhor atendimento e segurança na identificação e no tratamento de vítimas de AVC.

A estrutura da nova ala é formada por sala de paramentação e desparamentação, classificação interna, consultório, posto de enfermagem, conforto, copa, depósito de material de limpeza, expurgo e banheiros.

A nova subestação de energia elétrica e a estação de tratamento de efluentes (ETE) começam a funcionar em substituição às antigas que estavam em operação desde 1998.

A subestação moderna conta com equipamentos de alta tecnologia, incluindo aparelhos de medição eletrônica, proporcionando segurança aos funcionários e um ambiente climatizado.

“Mudamos todo o quadro de energia elétrica, que a gente tinha um grande problema no João Lúcio. Vez por outra os equipamentos estavam queimando, e a gente foi descobrir que o grande problema era a oscilação na energia elétrica. Hoje esse problema está resolvido, inclusive com tecnologia de ponta, que nos permite acompanhar o consumo de energia elétrica em cada andar. Isso é importante para a gente usar a energia de forma racional e também fazer o devido planejamento”, ressaltou o governador.

A nova ETE do HPS é moderna e automatizada, tem capacidade para 240 metros cúbicos por hora de tratamento e executa a separação dos efluentes de origem hospitalar e da lavanderia. Antes da reforma, a unidade permanecia com a mesma estrutura elétrica há 22 anos.

O Governo do Estado instalou um novo grupo gerador de energia com capacidade para suportar todo o complexo hospitalar, modernizou o sistema elétrico, de climatização, instalou novos elevadores e realizou a recuperação do telhado com telhas termoacústicas, possibilitando mais qualidade para os profissionais de saúde e usuários.

Reforma geral

O HPS João Lúcio Machado passa por sua primeira grande reforma após 12 anos, com trabalhos executados pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus, com investimento de R$ 16,3 milhões. A obra alcançou o percentual de 99% de execução e tem previsão de conclusão para julho.

A reforma contemplou cinco alas de enfermaria no primeiro, segundo, terceiro andar e térreo, ampliando em mais 44 novos leitos, totalizando 227 leitos.

As intervenções estão sendo realizadas em toda a unidade hospitalar, nos sistemas elétricos de alimentação, distribuição e consumo final, compreendendo o térreo e três pavimentos de enfermarias; prédio administrativo; prédio anexo; área externa e cobertura, numa área total de 24.202,58 m².

Deixe um comentário