Investimentos em Manaus aumentam

Investimentos em Manaus aumentam

Investimentos em Manaus aumentam

A redução da atividade econômica com o isolamento social causado pela pandemia de Covid-19 não inibiu os investimentos no Polo Industrial de Manaus. Foram R$ 10,506 milhões aprovados para 203 projetos este ano pelo Codam (Conselho de Desenvolvimento do Amazonas).

Anúncios

O valor representa um aumento de 88% em relação a 2019, quando foram apurados R$ 5,58 bilhões em novos empreendimentos.

Esse desempenho em novos negócios não se refletiu no aumento da oferta de empregos. Em 2020 houve redução de 2% em relação a 2019. De 7.209 vagas projetadas em 2019, 7.082 foram ocupadas neste ano.

“O mérito é dos investidores que assumiram riscos em um momento de grande insegurança para bancar seus projetos, com o apoio fundamental do Governo do Estado, que não mediu esforços para minimizar o impacto sobre o setor produtivo”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jório Veiga.

O segundo melhor ano em investimentos no estado, segundo a Sedecti (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação), foi em 2016 com R$ 8,83 bilhões.

Em 2015, os investimentos ficaram na marca de R$ 4,78 bilhões. Em 2017, os investimentos no PIM somaram R$ 7,78 bilhões, e em 2018 houve um recuo de 28% em relação a esse resultado, totalizando R$ 7,78 bilhões.

Produtos

Entre os novos setores promissores de produção estão o segmento de energia renovável, gás e tecnologia. Este ano, dois projetos seguiram essa linha: o da Smart Modular Technologies, líder em produção e venda de componentes e dispositivos de memória, cujo projeto no valor de R$ 177 milhões foi aprovado na reunião do Codam nesta quinta-feira, 17.

No segmento de energia renováveis, a Ecotelhasolar anunciou a abertura de uma unidade em Manaus para a produzir telhas solares fotovoltaicas, a partir do segundo semestre de 2021, com investimentos de R$ 22 milhões e 200 novos empregos.

Interior

A atividade econômica também melhorou no interior do estado. De acordo com balanço da Sedecti, em 2020 os investimentos dos municípios somaram R$ 112,15 milhões. Em 2019, essas aplicações totalizaram R$ 4,05 milhões. Em 2018, os investimentos fora do eixo da capital limitaram-se a R$ 2,63 milhões.

Em outubro deste ano, o Codam aprovou o maior volume de investimentos para as cidades do interior em uma única pauta: R$ 80 milhões do total de R$ 869 milhões previstos em 33 projetos industriais.

Um dos empreendimentos é a fábrica da Abufari Coleta de Produtos Florestais em Tapauá, na região do Purus. O projeto da empresa, aprovado em junho pelo Codam, gerou 350 empregos diretos com investimentos de quase R$1 milhão, abrindo um novo cenário de desenvolvimento na região do Purus.

A fábrica de beneficiamento de castanha da Abufari é a primeira agroindústria instalada em Tapauá e vai permitir maior valor agregado ao produto na região, eliminando a figura do atravessador e garantindo aos castanheiros uma renda melhor, sem contar a formalização de empregos na cidade.  A partir da nova fábrica, a castanha ganha valor agregado, o que significa que a cidade agora é um centro de produção e não apenas fornecedor de matéria-prima para outros estados.

Fonte: Amazonas Atual 

Deixe um comentário