Você está visualizando atualmente Mais de 262 mil animais foram vacinados contra raiva na campanha da Prefeitura de Manaus

Mais de 262 mil animais foram vacinados contra raiva na campanha da Prefeitura de Manaus

Mais de 262 mil animais foram vacinados contra raiva na campanha da Prefeitura de Manaus

A Campanha Anual de Vacinação Antirrábica de 2023 da Prefeitura de Manaus imunizou 262.177 animais no município, superando a meta para imunização de 255.480 animais. Iniciada no dia 20 de setembro e encerrada nesta quarta-feira, (6), a campanha foi executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) Dr. Carlos Durand, com o apoio de 220 vacinadores que realizam visitas domiciliares para a imunização de cães e gatos.

Dados consolidados da campanha mostram que o CCZ imunizou 182.061 cães e 80.116 gatos, quando a meta era atender 180.480 cães e 75 mil gatos.

O diretor do CCZ, médico veterinário Rodrigo Araújo, explica que as metas são estabelecidas pelo Ministério da Saúde de acordo com o número estimado de animais nos municípios, e que o CCZ procura sempre imunizar o maior número possível de animais na campanha anual, que inclui as etapas Fluvial, Rural Terrestre e Urbana.

“As metas foram superadas antes mesmo do final da campanha. Geralmente, nosso maior obstáculo é o período de chuvas, que prejudicam o ritmo de trabalho dos vacinadores nas visitas casa a casa, mas tivemos uma trégua este ano com as chuvas e foi possível finalizar os trabalhos tranquilamente. Superar as metas é importante, porque a raiva é uma doença muito grave e letal. A estratégia de controle em Manaus tem mostrado ser eficiente, já que o município não registra casos há mais de 20 anos”, afirma Rodrigo.

Com o final da campanha, o diretor lembra que a vacina contra raiva para cães e gatos fica disponível durante todo o ano no posto de vacinação na sede do CCZ, na avenida Brasil, s/n°, bairro Compensa, zona Oeste, de segunda a sexta-feira, de 8h às 16h, de forma gratuita e sem necessidade de agendamento.

“A população também pode ficar atenta às redes sociais da Semsa, para ter informações das ações de saúde que acontecem nos finais de semana com a participação do CCZ e oferta da vacina”, informou Rodrigo.

A raiva é uma zoonose, causada por um vírus que ataca o sistema nervoso central, transmitida por mamíferos. Pode ser transmitida dos animais para o ser humano, por meio de mordedura, arranhadura ou lambedura, quando ocorre o contato com a saliva de um animal infectado. Animais domésticos, como cães e gatos, e silvestres, em especial morcegos e macacos, são os principais transmissores.

A vacina contra a raiva deve ser aplicada anualmente, para garantir a proteção contra a doença e o critério para a vacinação é que o animal apresente boas condições de saúde e tenha ao menos três meses de idade.

Segundo a diretora de Vigilância Epidemiológica, Ambiental, Zoonoses e da Saúde do Trabalhador (Dvae/Semsa), Marinélia Ferreira, caso o tutor não tenha vacinado o cão ou gato por alguma questão de saúde e por não ter a idade mínima recomendada, pode procurar o CCZ para a vacinação.

“A vacina não protege somente os animais, mas também o ser humano, já que cães e gatos convivem de forma muito próxima com as pessoas. Se o cão ou gato for infectado, há risco muito grande de transmissão para o ser humano, e a raiva é letal em 100% dos casos em animais e em 99% quando ocorre a transmissão para o ser humano”, alertou Marinélia.

No encerramento da Campanha, o CCZ e o Dvae organizaram um café da manhã e uma homenagem para os profissionais que atuaram como vacinadores, com a visita do Papai Noel. Durante o evento, a dona de casa Eloiana Maria Pimentel Oliveira, 58 anos, que vem trabalhando na campanha de vacinação antirrábica desde 1991, destacou a importância do envolvimento da população.

“A gente trabalha com chuva e sol, e pela minha experiência muitas vezes encontramos a residência fechada, algumas pessoas atendem e outras vezes não atendem. Mas é importante a população sempre acolher bem o vacinador, porque a gente está fazendo o bem para o animal e para toda a família”, pontuou Eloiana Oliveira.

Deixe um comentário