Você está visualizando atualmente Manaus assume vice-presidência de rede de institutos de planejamento com apoio da ONU-Habitat 

Manaus assume vice-presidência de rede de institutos de planejamento com apoio da ONU-Habitat 

Manaus assume vice-presidência de rede de institutos de planejamento com apoio da ONU-Habitat 

Representantes de todas as regiões do país formalizaram a Rede Brasileira de Institutos de Planejamento (InRede) com a eleição da diretoria, que passa a representar o grupo a partir de agora. Na composição, o Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) foi eleito para a presidência e o Instituto de Planejamento de Manaus (Implurb), da Prefeitura Municipal, para a vice-presidência nacional. A eleição aconteceu durante evento em Redenção, no Pará.

A iniciativa, que conta com o apoio do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) e da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), visa fortalecer a cultura de planejamento para fomentar políticas públicas de impacto nos municípios brasileiros, além de avançar em discussões levantadas pela organização.

Para o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente, trata-se de uma posição honrosa, uma deferência do colegiado da rede, que reflete o apoio da gestão do prefeito David Almeida, que não mede esforços para fortalecer este movimento, de desenvolvimento, integração e cooperação das entidades de planejamento, que é vital para as cidades brasileiras.

“E temos o apoio da ONU-Habitat para esta formalização que fomenta o intercâmbio de experiência e conhecimento entre os institutos para importantes parcerias e cooperações visando o alcance do desenvolvimento urbano sustentável. E isso vai permitir que tenhamos mais projetos e programas junto ao InRede e seus membros em todo o Brasil. Essa referência internacional é muito importante e mostra a consistência do movimento. Está de parabéns o InRede, todos que o compõe e especificamente o Implurb e Manaus”, comentou Valente.

Com a vice-presidência dentro da rede nacional, o Implurb também ganha em novos desafios a serem superados e vencidos. “Estamos integrando esta primeira gestão do InRede para, de mãos dadas, ajudarmos a aumentar o patamar dessa representatividade de planejamento urbano em todo o Brasil”, completou o diretor-presidente da capital amazonense.

Constituição

A nova constituição representa um momento importante para o futuro da InRede. “A partir da sua institucionalidade, poderemos estabelecer convênios, tratar e fazer parcerias com órgãos de outras instâncias e países e continuar promovendo debates voltados para o planejamento das cidades. Poderemos fazer com que mais municípios entendam o papel dos institutos e como eles podem cumprir uma função fundamental no desenvolvimento futuro e nas políticas públicas locais. É um momento único e de muita felicidade”, afirmou o vice-prefeito de Fortaleza e superintendente do Iplanfor, Élcio Batista.

Parcerias

O fortalecimento de estratégias em prol do desenvolvimento inclusivo e sustentável é uma das principais frentes de atuação da InRede, que conta com parceiros estratégicos para auxiliar a fomentar a localização das agendas globais em nível municipal. Desde o primeiro encontro da iniciativa, o ONU-Habitat e a GIZ estão nesta missão.

Coordenador de programas do ONU-Habitat, Alex Rosa, reforçou que a InRede reflete e impulsiona a importância das parcerias como mensagem-chave da Nova Agenda Urbana (NAU) para a consolidação de um futuro urbano melhor e mais sustentável.

“Os encontros provocam a superação da cultura de planejamento a curto prazo e estimulam a necessidade de pensar uma visão de futuro para as cidades, o que se conecta muito com as agendas globais, especialmente com a NAU. É um momento de fortalecer as parcerias, a cooperação entre pares, facilitando a troca de experiências entre municípios de diversos tamanhos e de diversas regiões do Brasil”, enfatizou.

Deixe um comentário