Marcelo Ramos é comparado ao vice-presidente Hamilton Mourão

Marcelo Ramos é comparado ao vice-presidente Hamilton Mourão

Marcelo Ramos é comparado ao vice-presidente Hamilton Mourão

O vice-presidente da Câmara dos Deputados e deputado federal pelo o Amazonas, Marcelo Ramos (PL) foi comparado ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB) em uma matéria publicada ontem (22) pelo Estadão. Marcelo é o segundo principal cargo na Mesa Diretora comandada por Arthur Lira (PP), diverge e critica ações do governo federal.

Anúncios

Marcelo afirmou que apesar de expressar com frequência opiniões e críticas ao governo de Jair Bolsonaro, não se acha um Hamilton Mourão e que está alinhado com Arthur Lira.

“Eu sou absolutamente alinhado com o deputado Arthur Lira. Reconheço que o papel de liderança e representação da Câmara é dele, porque ele foi legitimamente eleito para isso. Agora, eu fui para a composição da chapa com o deputado com meu histórico parlamentar e de vida. O meu histórico é o de um político moderado, independente em relação ao governo Bolsonaro”, contou.

Ao ser comparado com Hamilton de que ele também é “independente” em relação a Bolsonaro, Marcelo foi curto e Direto ao Ponto, acrescentando que é diferente.

“O vice-presidente Mourão foi eleito na chapa; na Câmara são votações individuais. Mas assim, eu sou absolutamente alinhado ao deputado Arthur Lira. Acontece que nas pautas de costumes do governo Bolsonaro, eu não tenho alinhamento com isso. Ele já sabia disso antes de nós compormos”, explicou o parlamentar que reafirmou suas duras críticas a questões e discussões não necessárias no momento como gênero em escola ou arma.

“Não acho que um país que tem 14 milhões de desempregados, mais de 220 mil mortos pela pandemia (na sexta-feira, o total era de 244.765 mortos), quase 800 mil micro e pequenas empresas fechadas por conta da pandemia, tem que estar discutindo questão de gênero em escola ou arma. Nós temos coisas mais importantes para resolver. Eu acho que o problema é a hostilidade desse debate de costumes”, finalizou Marcelo.

Deixe um comentário