Ministério Público pede afastamento de prefeito de Coari por 180 dias

Ministério Público pede afastamento de prefeito de Coari por 180 dias

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) entrou com nova ação de afastamento do cargo público contra o prefeito de Coari Adail Filho e o presidente da Câmara Municipal Keitton Wyllysson Pinheiro Batista por improbidade administrativa. O órgão pede que ambos sejam afastados por um período de 180 dias.

Segundo o promotor de Justiça Weslei Machado, a prefeitura de Coari cedeu um imóvel de 12 mil metros quadrados à empresa A.M da S. Rodrigues & CIA Limitada com nome fantasia de Emporium Rodrigues. Machado afirma que os sócios da empresa doaram R$110 mil ao prefeito durante campanha eleitoral em 2016 e que a tramitação durou menos de 24h. O imóvel está localizado na Estrada Coari-Mamiá, na zona urbana do município.

Além do afastamento, o MP também solicitou que os bens do Adail e Keitton sejam bloqueados assim como os bens dos sócios da empresa.

Deixe um comentário