Não é um número que vai fazer a diferença”, diz ministro da Saúde

Não é um número que vai fazer a diferença”, diz ministro da Saúde

Não é um número que vai fazer a diferença”, diz ministro da Saúde

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, comentou nesta segunda-feira (10) a marca de 100 mil mortes no Brasil provocadas pela doença.

Anúncios

“Não é um número que vai fazer a diferença. Não é 95, 98 ou 101 que vai fazer a diferença. O que faz a diferença é cada brasileiro que se perde”, afirmou.

Pazuello ainda defendeu que durante a pandemia da Covid-19 a questão política deve ficar em segundo plano.

“Não existe, nesse momento, diferenças partidárias ou ideológicas. Somos todos brasileiros combatendo, dia a dia, da melhor forma nos dedicando para que não haja mais mortos no nosso país”, disse o ministro.

Mais cedo, o vice-presidente Hamilton Mourão lamentou as mortes.

 

Deixe um comentário