Você está visualizando atualmente No Dia do Meio Ambiente, Governo do Amazonas fomenta bionegócios em conferência internacional do BID

No Dia do Meio Ambiente, Governo do Amazonas fomenta bionegócios em conferência internacional do BID

No Dia do Meio Ambiente, Governo do Amazonas fomenta bionegócios em conferência internacional do BID

O Governo do Amazonas está fomentando a consolidação de negócios inovadores e sustentáveis a partir de ativos da floresta em pé. Nesta quarta-feira (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, o vice-governador do Estado, Tadeu de Souza, abriu a programação da LAC Flavors 2024, maior rodada de negócios do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) na América Latina e Caribe para o setor de alimentos e bebidas.

O evento, que está em sua 12ª edição, ocorre no Brasil pela primeira vez e está sendo realizado no Studio 5 Centro de Convenções, localizado no Distrito Industrial I, zona sul de Manaus. 

A iniciativa, apoiada pelo Governo do Amazonas, é do BID em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), do Governo Federal.

Aos mais de 500 participantes, entre empresas fornecedoras e compradoras, de diversos países, o vice-governador destacou que o Amazonas está preparado para receber investimentos em bionegócios. Para Tadeu de Souza, a conferência é uma oportunidade de mostrar ao mundo a capacidade do Amazonas de consolidar modelos de negócios e produzir em larga escala usando insumos da região.

“Esse evento dá visibilidade ao Amazonas, à cidade de Manaus e dá mostra da importância e do quanto somos um celeiro, um almoxarifado aberto, com a capacidade de produzir em escala industrial insumos alimentícios e ser uma marca de liderança no mundo, uma marca vinculada ao Brasil, uma marca vinculada à Amazônia”, ressaltou o vice-governador.

Oportunidades

A LAC Flavors 2024 – Edição Amazônia segue até esta quinta-feira (06/06) com realização de palestras, seminários e rodada de negócios no estilo matchmaking. De acordo com o BID, o objetivo central é expandir e fortalecer o comércio para as pequenas e médias empresas do setor, gerando novas oportunidades de negócios e proporcionando espaços de aprendizagem.

Ao todo, mais de 260 pequenas e médias empresas (produtores ou distribuidores de alimentos e bebidas) de 23 países da América Latina e Caribe participam do evento. Além disso, estão presentes mais de 80 compradores internacionais do ramo, de 29 países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Bélgica, Israel e Polônia.

O representante do BID no Brasil, Morgan Doyle, destacou o papel do Amazonas no cenário internacional de negócios sustentáveis. 

“A proposta aqui é realizar e potencializar os negócios tradicionais amazônicos que têm temperos, ingredientes e uma comida ímpar. Essa feira que o BID organiza há muitos anos, essa é a 12ª edição, trazê-la para o coração do Amazonas é muito relevante para fomentar os negócios e, por sua vez, fomentar a sustentabilidade e manter a floresta em pé”, enfatizou.

Este ano, o destaque da programação é uma sessão especial com chefs de renome mundial, locais e internacionais, que vão explorar os ingredientes amazônicos para evidenciar o potencial da biodiversidade local. O gerente do setor de Comércio e Integração do BID, Fabrizio Opertti, afirmou que o evento deve gerar quase três mil reuniões de negócios bilaterais.

“Temos aqui o potencial da oferta exportável amazônica. E vinculado à gastronomia, temos chefs internacionais que vieram de todas as partes do mundo para ver essa oferta gastronômica e exportável amazônica. Há sessões técnicas de certificação de plataformas digitais para exportação, diferentes temas que são determinantes para o comércio internacional para uma Amazônia sustentável”, declarou.

Participantes

Além dos vice-governador e dos representantes do BID, a abertura do evento também teve a participação da diretora de Negócios da ApexBrasil, Ana Repezza, e da secretária de Assuntos Internacionais e Desenvolvimento do Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO), Renata Amaral.

Estiveram presentes, ainda, o presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Ian Ribeiro; os secretários-executivos de CT&I, Jeibi Medeiros, e de Relações Institucionais, Tayana Rubim, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), e a subcoordenadora administrativo-financeira da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Daniella Jaime.

Deixe um comentário