Você está visualizando atualmente OAB-AM reage e repudia nova ameaça conta a Zona Franca de Manaus

OAB-AM reage e repudia nova ameaça conta a Zona Franca de Manaus

A notícia publicada na edição desta quarta-feira no Jornal A Crítica, alertando para mais uma ameaça contra empresas da Zona Franca de Manaus, provocou reação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB – Seccional do Amazonas). A entidade emitiu Nota Oficial condenando a investida da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) junto à Suframa para prejudicar fabricantes de máquinas de cobrança eletrônica, colocando em risco cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos. “Não podemos aceitar que a Abinee atue para desempregar dezena de milhares de trabalhadores nesse momento em que já enfrentamos tantos problemas e ameaças”, afirma Eduardo Bonates, presidente da Comissão Especial da ZFM da OAB-AM.

Veja a nota da OAB na íntegra:

NOTA

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Amazonas informa que tomou ciência de mais uma ameaça à Zona Franca de Manaus. Conforme matéria divulgada no Jornal A Crítica na data de hoje, 19/06/2018, mais de 10 mil empregos estão em risco em razão de denúncia da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) junto à Superintendência da Zona Franca de Manaus – SUFRAMA.

A reportagem revela que uma empresa portadora de toda a documentação exigida pela própria SUFRAMA para produção no Pólo Industrial de Manaus está sofrendo graves conseqüências e penalizações, o que não pode ser admitido nesse momento em que a Zona Franca de Manaus está tão fragilizada, logo após o feroz ataque ao Pólo de Concentrados que coloca mais 15 mil empregos em risco.

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Amazonas e a sua Comissão da Zona Franca de Manaus tomarão todas as providências junto à SUFRAMA, à Federação das Indústrias do Estado do Amazonas – FIEAM e à própria empresa denunciada, tudo com a finalidade de evitar que a ABINEE coloque em risco a Zona Franca de Manaus e gere mais desemprego nesse momento de profunda crise.

PRESIDENTE – MARCO AURÉLIO DE LIMA CHOY

PRESIDENTE DA COMISSÃO DA ZONA FRANCA DE MANAUS – EDUARDO BONATES LIMA

Deixe um comentário