Você está visualizando atualmente Pablo explica o projeto para transformar zonas eleitorais em postos de vacinação

Pablo explica o projeto para transformar zonas eleitorais em postos de vacinação

Pablo explica o projeto para transformar zonas eleitorais em postos de vacinação

O projeto de usar as zonas eleitorais como locais de vacinação contra o coronavírus foi o tema da entrevista concedida pelo deputado federal do Amazonas, Delegado Pablo (PSL-AM), ao programa Palavra Aberta, da TV Câmara Federal.

O deputado foi entrevistado pelo jornalista Fernando Gomes, que buscou detalhes sobre o projeto que permitirá a vacinação em massa da população brasileira.

Pablo explicou que a ideia é transformar o processo eleitoral em processo de vacinação. “O dia da eleição consegue mobilizar milhões de brasileiros. Esse processo pode ser usado na imunização, com as zonas eleitorais transformadas em postos de vacinação”, comparou o deputado.

O parlamentar ressalta que mesmo que o Brasil recebesse 200 milhões de doses de vacina, não estaria preparado para a vacinação em massa. “Ao invés de criarmos um novo sistema para levar vacinas a toda população, podemos usar a logística do sistema eleitoral, que atinge todo o Brasil”, planeja.

Com o uso do cadastro eleitoral, o Ministério da Saúde, junto com as prefeituras, colocariam a quantidade certa de imunizante em cada posto de vacinação. “Dessa forma, reduziríamos o desperdício de vacinas”, acrescentou o deputado.

Ao criar o projeto “vacinação democrática”, Pablo consultou infectologistas, especialistas em vacinação e técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A intenção era saber quanto tempo levaria para imunizar cada pessoa.

“Fizemos um estudo e concluímos que cada pessoa leva até três minutos para ser imunizada. Perfeito para alcançar milhões de pessoas em um dia”, prevê Pablo.

O jornalista Fernando Gomes quis saber quem aplicaria as vacinas. Pablo explicou que o projeto inclui a participação das Forças Armadas e da Força de Segurança Nacional, que ficariam também responsáveis pela distribuição dos imunizantes aos locais mais distantes do País.

O deputado ressaltou que já apresentou o projeto ao Ministério da Saúde, onde o plano foi bem recebido e tem grande chance de ser colocado em prática, tão logo mais vacinas estejam disponíveis.

Deixe um comentário