Pablo vai solicitar ao governo federal que suspensão nos cortes de energia elétrica seja prorrogado

Pablo vai solicitar ao governo federal que suspensão nos cortes de energia elétrica seja prorrogado

Pablo vai solicitar ao governo federal que suspensão nos cortes de energia elétrica seja prorrogado

A partir de hoje (01) volta em todo Brasil a permissão de corte no fornecimento de energia elétrica para famílias com atraso na conta de luz. A suspensão nos cortes começou a valer em abril deste ano e tinha como objetivo ajudar as famílias que sofriam com a crise econômica provocada pela pandemia.

Anúncios

Para garantir que o benefício seja estendido enquanto durar a pandemia, o deputado federal do Amazonas, Delegado Pablo (PSL), disse hoje que vai solicitar ao Ministério de Minas e Energia (MNE) a prorrogação da suspensão.

Pablo lembra que em fevereiro deste ano conversou com o presidente Jair Bolsonaro, quando apresentou a proposta de suspensão nos cortes de energia de famílias de baixa renda. A ideia foi aceita pelo presidente, que encaminhou a medida ao MNE e à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

O deputado explica que a medida tinha validade até o dia 30 de setembro, porém os efeitos da crise econômica continuam afetando as famílias brasileiras. “Por esse motivo, vou procurar a ANEEL e o Ministério de Minas e Energia para que a suspensão nos cortes seja prorrogada mais alguns meses”, afirmou Pablo.

O deputado acrescenta que ao ser implantada no Brasil, a suspensão devia durar até o final da pandemia. “O coronavírus ainda esta aí. Os efeitos da crise também. As famílias ainda não se recuperaram, por isso vou defender a prorrogação”, afirmou.

AM ainda sofre efeitos da pandemia

Pablo ressalta que no Amazonas, milhares de famílias na capital e interior estão com as contas de luz atrasadas. “Se liberarmos os cortes agora, milhares de famílias amazonenses serão penalizadas”, destacou. “As contas estão atrasadas porque as pessoas estão sem dinheiro. Ou compram comida ou pagam a conta de luz”, comparou.

“Quando a situação voltar ao normal, tenho certeza que as pessoas vão pagar suas contas. Nosso povo é trabalhador e não gosta de ficar com o nome sujo”, avalia o deputado.

É importante destacar que a medida que suspende os cortes não cancela as contas dos consumidores. Assim que acabar a pandemia e a economia voltar a aquecer, as famílias terão que quitar suas dívidas com as empresas fornecedoras de energia.

Deixe um comentário