Parlamentares do Am saem em defesa do PIM após redução do imposto de bicicletas

Parlamentares do Am saem em defesa do PIM após redução do imposto de bicicletas

Parlamentares do Am saem em defesa do PIM após redução do imposto de bicicletas

Ontem (17) o Governo Federal, publicou no Diário Oficial da União (DOU), uma medida de redução do imposto de importação de bicicletas, que deve prejudicar cinco mil postos de trabalhos no Polo Industria de Manaus (PIM). O governo pretende reduzir o imposto que atualmente é de 35%, gradativamente para  30% em março; 25% em julho e 20% em dezembro de 2021.

Anúncios

A redução no imposto de importação de bicicletas foi anunciada, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em suas redes sociais.

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, senador pelo Amazonas, Omar Aziz (PSD), publicou em sua rede social, uma carta, direcionada ao planalto, no qual, apelou ao bom-senso do presidente Bolsonaro.

“São posicionamentos baseados nesses dois alicerces (bom-senso e sensibilidade), bem como na coragem e na inteligência, que marcam o legado dos políticos e grandes homens”, afirmou o senador, que começa a carta lembrando Bolsonaro do momento que passa o Amazonas.

“Senhor presidente, o Amazonas passa pelo pior momento de sua história. Estamos perdendo duas mil vidas por mês, desde dezembro, em média, por conta de uma doença que atinge nossos pulmões e nos tira o oxigênio. Não são números, índices ou percentuais que representam essa informação: são vidas humanas”, diz trecho da carta.

O deputado federal Marcelo Ramos (PSL) também criticou a medida do governo federal. Ramos afirmou em suas redes sociais que “o Brasil vive uma crise profunda na economia com mais de 14 milhões desempregados. Baixar o imposto de importação das bicicletas, significa gerar mais desemprego no Amazonas, onde estão as indústrias de bicicletas. A bancada já fez apelo ao ministro a Economia para que reveja a decisão”, afirmou.

José Ricardo (PT) foi na esteira do colega e também criticou a redução do Imposto de Importação das bicicletas, afirmando que o governo provocará o desemprego no Brasil e promoverá abertura de empregos no exterior. O deputado prometeu tentar derrubar a medida por intermédio de decreto legislativo.

Em suas redes sociais, o petista afirmou, ainda, que o “inimigo da Zona Franca Bolsonaro está reduzindo a alíquota de imposto de importação de bicicletas em 35%. Isto vai prejudicar as empresas do Brasil e inviabilizar fabricas em Manaus”.

Serafim se manifesta

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) também se manifestou em suas redes sociais e disse que os atrativos para as empresas se instalarem no PIM são as alíquotas altas.

“Todos sabem que os atrativos de industrias para a ZFM são as alíquotas altas de impostos de importação e do IPI. Por esta razão, para cá vieram as empresas que fabricam produtos que têm tributação alta dos dois impostos. Pois bem, em plena quarta-feira de cinzas o presidente Bolsonaro anunciou em suas redes sociais a diminuição do imposto de importação de bicicletas de 35% para 20%”, afirmou.

 

Deixe um comentário