PGR nega nota da ‘Veja’, segue com investigações e pode pedir afastamento de governadores

PGR nega nota da ‘Veja’, segue com investigações e pode pedir afastamento de governadores

PGR nega nota da ‘Veja’, segue com investigações e pode pedir afastamento de governadores

Nesta sexta-feira (4) em nota publicada na edição digital da revista Veja mostra que o chefe da Procuradoria-Geral da República (PGR), Augusto Aras, teria dito a interlocutores que, neste momento, a procuradoria não tem planos de solicitar novos pedidos de afastamento de governadores, apesar de já ter encabeçado o pedido de afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). “Fora da curva”, teria dito Aras sobre Witzel.

Se a medida se confirmar, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), ganha um período de fôlego no mandato, ameaçado desde que estourou o escândalo da compra dos respiradores, no auge da pandemia do novo coronavírus no Estado, quando centenas de pessoas estavam acometidas pelo vírus internadas nos hospitais ou morrendo vítimas da doença e sendo enterradas em valas comuns.

Anúncios

Além disso, esfria, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), a tendência da nova mesa diretora em articular um novo pedido de impeachment do governador, como vem sendo alardeado nos bastidores por parte da base aliada, encabeçada pela deputada Alessandra Campêlo (MDB).

A reportagem do Portal O Poder procurou a PGR para repercutir a declaração de Aras, mas, por meio da assessoria de imprensa, o órgão negou qualquer afirmativa nesse sentido do Chefe da PGR.

Fonte: Portal O Poder

Deixe um comentário