Você está visualizando atualmente “Prefeito quer fechar a Maternidade Moura Tapajóz”, denuncia Alessandra Campêlo

“Prefeito quer fechar a Maternidade Moura Tapajóz”, denuncia Alessandra Campêlo

A deputada Alessandra Campêlo (MDB) apresentou ontem (6), uma denúncia na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), contra o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB).

O prefeito pretende fechar a Maternidade Moura Tapajóz para reforma. Alessandra afirmou que o governo do Amazonas tem feito o possível para melhorar o atendimento nas maternidades do Estado, mas a prefeitura não tem feito sua parte, fechando a única maternidade municipal “para criar o caos”.

Representação junto ao MP

A motivação para que a denúncia de Alessandra exista, segundo ela em vez de a prefeitura alugar um prédio para que as pacientes da Maternidade possam continuar sendo atendidas, ele pretende em todo o período da reforma, fechar as portas do local. Campêlo prometeu entrar com uma representação no Ministério Público. “A prefeitura tem dinheiro para alugar um prédio provisório e transferir a Moura Tapajós. Eles não podem simplesmente jogar toda a responsabilidade pro estado. Não aceitaremos que esses leitos sejam fechados”, declarou a deputada.

Denúncia ao atendimento nas UBS’s

Alessandra denunciou também a fila de atendimento que dura até três dias nas UBS’s para conseguir uma consulta. Segundo ela, são distribuídas apenas 20 senhas por dia, que não atendem, nem de perto, a demanda nos bairros da Capital.

“Sabe onde vai parar esse pessoal que não consegue atendimento na casinha ou na casona da família, que o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto não atende e não investe na saúde? Vão parar no 28 de agosto que tem que atender urgência e emergência porque a saúde no município de Manaus não funciona”, afirmou a deputada.

Alessandra cobrou que a prefeitura faça sua parte. Os procedimentos de baixa complexidade e saúde da família precisam funcionar.

“O prefeito não tapa buraco, o prefeito não ilumina a rua, o prefeito não investe na saúde, ele gasta o dinheiro em que?”, questionou Alessandra.

Reforma da Maternidade Moura Tapajóz

A reforma para ampliação da Maternidade Dr. Moura Tapajóz, localizada na Avenida Brasil, Zona Oeste de Manaus, custará a prefeitura municipal de Manaus R$ 1.324.456,33 (um milhão trezentos e vinte e quatro mil quatrocentos e cinquenta e seis reais e trinta e três centavos).
O investimento foi divulgado no Diário oficial do Município (DOM), do dia 04 de julho. Mas, a portaria jê está em vigor desde 01 de junho.

Deixe um comentário