Você está visualizando atualmente Proposta de Roberto Cidade pretende democratizar informação por meio da radiodifusão comunitária

Proposta de Roberto Cidade pretende democratizar informação por meio da radiodifusão comunitária

Proposta de Roberto Cidade pretende democratizar informação por meio da radiodifusão comunitária

A radiodifusão comunitária é uma ferramenta importante na promoção da inclusão social, no fortalecimento da democracia e na ampliação da participação popular na comunicação local. Diante disso, o deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), propôs o Projeto de Lei nº 676/2023, que incentiva e fomenta o serviço de radiodifusão comunitária no Estado do Amazonas.

Conforme o deputado presidente, o PL tem o objetivo de fortalecer a comunicação comunitária, favorecendo a produção local; apoiar a manutenção e o desenvolvimento de projetos continuados realizados pela Radiodifusão Comunitária; promover a difusão do jornalismo, da cultura local e das atividades esportivas; promover os direitos humanos, principalmente os direitos às liberdades de expressão, informação e comunicação.

“Vivemos em um estado de dimensões continentais e, não há dúvidas, de que ele não é contemplado na radiodifusão como poderia. Dessa forma, é imprescindível que as comunidades locais tenham acesso a meios de comunicação que reflitam suas realidades e promovam o desenvolvimento regional. Este projeto de lei busca criar um ambiente propício para o crescimento e fortalecimento das rádios comunitárias no Estado, incentivando a pluralidade de vozes e garantindo o exercício do direito à comunicação”, defendeu.

O PL pretende ainda promover a interatividade dos membros da comunidade atendida; promover a informação local e da cultura regional; e a capacitação da radiodifusão comunitária com vistas ao exercício da liberdade de expressão e ao direito à informação.

“O Amazonas possui uma rica diversidade cultural e as rádios comunitárias, ao representarem as particularidades de cada localidade, tornam-se importantes agentes de preservação e valorização da cultura local. O fortalecimento das rádios comunitárias também pode contribuir para o desenvolvimento econômico. A radiodifusão comunitária cria uma oportunidade para a valorização de produtos e serviços regionais, assim como para a promoção do turismo local. A legislação proposta visa garantir o pleno exercício do direito à comunicação, fortalecendo a cidadania e o desenvolvimento sustentável em todo o Estado”, concluiu.

Serviço de Radiodifusão Comunitária

Entende-se por Serviço de Radiodifusão Comunitária o serviço de radiodifusão sonora outorgado nos termos da Lei Federal n° 9.612, de 19 de fevereiro de 1998. 

A lei federal prevê que: “serão implementadas políticas públicas que visem fomentar e incentivar a instalação de rádio comunitárias, promovendo a valorização dos negócios de impacto social”. 

O incentivo ao serviço de radiodifusão comunitária, de acordo com a legislação, deve integrar uma série de ações que busquem orientar, treinar e direcionar os profissionais locais, buscando esclarecer dúvidas quanto ao acesso a recursos públicos de fomento e a melhoria dos serviços ofertados aos ouvintes.

Deixe um comentário